David Gilmour, do Pink Floyd, manda recado para os soldados russos: “Parem de matar seus irmãos”


Os conflitos entre a Rússia e Ucrânia chegam ao seu sétimo dia consecutivo, muitas mortes e feridas abertas no coração de todo um povo. Diante de extrema barbárie o lendário David Gilmour (Pink Floyd) mandou um recado, ou mais um apelo para os soldados russos para pararem a invasão na Ucrânia imediatamente. "Vocês não devem seguir as ordens de Putin".


Gilmour fez seu apelo através de suas redes sociais compartilhando um vídeo de sua música "In Any Tongue", do seu álbum solo 'Rattle That Lock' de 2015. A música apresenta uma letra escrita pela esposa de Gilmour, a romancista Polly Sampson – carrega uma forte mensagem anti-guerra, descrevendo as mortes de jovens soldados em conflito.

Como eu poderia sentir quando uma arma estava em minhas mãos / E eu esperei por tanto tempo", diz um dos versos da canção. “Como eu poderia ver direto na poeira e no sol ofuscante / Apenas um par de botas no chão".

Gilmour escreveu na legenda do post compartilhado ontem (1º de março)


“Soldados russos, parem de matar seus irmãos. Não haverá vencedores nesta guerra.

Minha nora é ucraniana e minhas netas querem visitar e conhecer seu lindo país. Pare com isso antes que tudo seja destruído. Putin deve ir.”

Gilmour está entre os vários artistas que se manifestaram desde que Putin ordenou um ataque à Ucrânia na última quinta-feira (24 de fevereiro), levando o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy a romper os laços diplomáticos e declarar lei marcial, provocando uma condenação generalizada e a promulgação de sanções por países de todo o mundo.

Desde o início da invasão, nomes como Stevie Nicks, Madonna, Miley Cyrus, Elton John, Dee Snider, Yungblud, Foals e Alex Kapranos, do Franz Ferdinand manifestaram seu apoio ao povo da Ucrânia.

 

49 visualizações0 comentário