top of page

‘Cuts & Bruises’, segundo disco do Inhaler, acena para um caminho promissor e criativo

Banda supera as armadilhas do segundo álbum e segue trilhando um caminho estimulante.

Crédito da foto: Christian Tierney / Dork


O Inhaler, banda liderada por Elijah Hewson, filho de Bono, chega ao tão esperado segundo álbum. Dentro do cenário atual do indie rock, eles parecem ter lidado bem com a pressão do segundo disco (em entrevistas recentes, Elijah disse que o documentário ‘Get Back’ dos Beatles ajudou muito a aliviar a pesada pressão). Após um trabalho de estreia bem-sucedido entre público e críticos, 'It Won't Always Be Like This' (2021), traçou o caminho da banda, que apesar de carregar a sombra da influência do U2, preferiu seguir seu próprio caminho, traçando sua sonoridade sem depender de opiniões externas. Será mesmo? A banda assinou com uma grande gravadora, a Polydor, Hewson e filho de Bono Vox, uma das figuras mais influentes do século 21. Uma justaposição no mínimo curiosa.


‘Cuts & Bruises’, o segundo e recente trabalho da banda de Dublin, lançado no dia 17 de fevereiro de 2023, dá sequência na sonoridade apresentada no primeiro álbum, porém, com certos toques e elementos experimentais e hinos repletos de ganchos para se tornarem clássicos de arenas e estádios lotados. Em muitos momentos ‘Cuts & Bruises’ se comporta de maneira discreta e equilibrada, sem pressa, em outros, avança todos os sinais e se torna potente e visceral.



As influências vão desde The Stone Roses, passando por The War On Drugs e mergulhando nas nuances de ‘Sam’s Town’ do The Killers. O Inhaler trafega entre o synth-pop e o rock dos anos 80 (fazendo um som que o U2 abandonou em ‘Pop’) e aproveita muito bem os melhores filtros do indie dos anos 2000. Banda supera as armadilhas do segundo álbum e segue trilhando um caminho estimulante.


Eles podem mesmo ser a nova cara do indie moderno, bandas como eles estão surgindo regularmente, basta dar uma olhada para o sucesso instantâneo do Wet Leg. ‘Cuts & Bruises’, certamente é atraente e aguçado para atrair o ouvinte para momentos líricos e casuais.

A abertura com “Just to Keep You Satisfied”, emana camadas envolventes e invocadas. Aponta uma banda sem pressa e satisfeita em entregar uma sonoridade grandiosa e segura. “Love Will Get You There” chega em um ritmo envolvente e dançante. A voz de Hewson soa nostálgica e solta. O instrumental dança o mesmo ritmo e a canção deságua em um refrão grudento sobre a velocidade do amor na juventude. Já "So Far So Good" destaca o experimentalismo do trabalho e a busca da banda por novos ares e sonoridades e isso cai bem para o ritmo do álbum. A faixa equilibra satisfatoriamente o frenético com o calmo, o resultado disso prepara o ouvinte para o turbilhão acelerado de "These Are The Days", uma canção ambiciosa e enérgica assim como a maioria das canções pop deveriam ser. "Estes são, estes são os dias que seguem você para casa/Estes são os dias que te beijam no nariz quebrado... não sinto falta da sensação de estar sozinho", canta Hewson em um refrão adocicado e grudento.


‘Cuts & Bruises’ pode ser o ponto de largada e a direção para o caminho do Inhaler, entretanto, há uma coisa que Elijah nunca poderá mudar: ele é filho de Bono Vox, tá no sangue e na alma, e suas vozes se igualam e combinam na bonita e melódica "If You're Gonna Break My Heart". Mas, naturalmente, a essência e a entrega são dele e ele sabe diferenciar seus tons vocais e composição. "Dublin in Ecstasy" emula The War On Drugs em seu início vibrante, a faixa é uma das favoritas dos fãs da banda, mas ainda não havia ganhado uma gravação em estúdio. Uma música que demonstra o poder de fogo e criatividade do quarteto e onde eles podem chegar.

O disco perde um pouco o gás em seu ato final, faixas como "Valentine" e "Now You Got Me" carecem do espírito aventureiro apresentado anteriormente. No entanto, 'Cuts & Bruises' abre as portas para que o Inhaler descole e seja independe. Estão cada vez melhores e as músicas deste álbum permitem que eles possam continuar desenvolvendo uma sonoridade progressivamente original. Enquanto isso, eles permanecem cautelosos para tirar proveito da escalada.

 

Cuts & Bruises

Inhaler


Lançamento: 17 de fevereiro de 2023

Gênero: Indie Rock, Indie Pop, Rock Alternativo

Ouça: "These Are The Days", "If You're Gonna Break My Heart", "Dublin in Ecstasy"

Humor: Ambicioso, Vivaz, Confiante


 

NOTA DO CRÍTICO: 8,0

 

Veja o clipe de "These Are The Days":


55 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page