top of page

Três livros excelentes da literatura brasileira contemporânea que você precisa ler e conhecer agora

A lista traz três livros para você leitor conhecer um pouco mais sobre autores brasileiros.

Imagem Montagem


A literatura brasileira é extremamente rica em grandes escritores e eles retribuem seus leitores escrevendo e lançando livros que são deslumbrantes, espetaculares e marcantes, independente da época temporal e da sua origem para mostrar suas escritas únicas, suas amplas visões de mundo e suas sensibilidades.


Na literatura brasileira contemporânea temos nomes Aline Bei, autora da obra "O Peso do Pássaro Morto" uma verdadeira obra literária magnífica, Conceição Evaristo que se utiliza de questão racial e temas socais para fazer livros esplêndidos como "Ponciá Vicêncio" e José Trajano que, além de ser um grande e renomado jornalista, ele escreve muito bem e tem lançado livros muito bons. Mas, não cabe apenas a eles essa literatura ser tão eclética e deslumbrante.



Diante disso, resolvi divulgar três livros que merecem um destaque bem especial nas estantes para convencer a você, dar uma chance para conhecer e ler esses nomes literários, através do uso de mini resenhas que estão aqui abaixo. Boa leitura!


“Nobelina” de Cibele Laurentino


Para começar essa lista, temos um livro lançado em 2021 que é “Nobelina”, que inova ao trazer como elementos principais a força nordestina, a importância da educação e a força feminina em um romance de encher os olhos de emoção, o coração com coragem, a mente com sabedoria e a alma com paixão. Além de divulgar merecidamente o nome de Cibele Laurentino como uma escritora que merece ser lida e conhecida por todos em apresentar uma sensibilidade muito bonita.



Cibele Laurentino nasceu em Campina Grande, Paraíba, mas atualmente reside em Conde, no mesmo estado. Lá ela trabalha com turismo e vem desde 2020 lançando livros. Ela é filha do ilustre poeta nordestino Zé Laurentino, sua grande referência literária. Anteriormente, ela lançou seu livro de poesias, o bonito “Cactus: Poesias, Sentimentos e Emoções”. Em “Nobelina”, ela decidiu trazer uma prosa e nela conhecemos a história de Nobelina, uma jovem humilde que mora interior do nordeste paraibano. Ela foi criada em um ambiente conservador, porém, ela tem o sonho de ser professora com intuito de melhor a educação da comunidade onde vive. Mas, o que ela não imaginava que nessa luta para realizar seu sonho, ela conhecer Lula, um matuto por quem ela se apaixona. Com isso, resta saber se ela realizar seu sonho ou se vai seguir um destino que lhe foi imposto.


Emocionante, acolhedor e reflexivo. São apenas dos adjetivos que se pode dar para essa história que tem personagens bem caricatos e bem construídos, uma narrativa cativante cheia de poesia, questionamentos socais relevantes e até mesmo atemporais, histórias que traçam uma bonita síntese sobre acesso cultural e educacional das pessoas que é feito de forma sublime, o romance de Nobelina e Lula é feito de uma maneira delicada para compreender as suas complexidades, traz uma trama que faz dessa obra literária ser impactante do início ao fim, mostrando ser uma leitura necessária para elencar de forma bonita a importância da realização de sonhos na vida de cada pessoa.

 

NOBELINA

CIBELE LAURENTINO


Editora: ‎ Plus+ Editora; 1ª edição (15 janeiro 2021)

Idioma: ‎Português

Capa comum‏: ‎299 páginas

Nota: 9,0


 

“O Sol Na Cabeça” de Giovani Martins


Segundo livro dessa lista, temos um que foi lançado em 2018 que tem um destaque especial por abordar questões sociais em formato de conto que aborda a realidade das favelas, na qual merece a leitura por conta da excelente escrita de Geovani Martins que alcançou muitos elogios até patamares internacionais ao trazer textos que são avassaladores.


Geovani Martins é um escritor nascido no ano de 1991, na cidade do Rio de Janeiro. Ele já morou em favelas como a da Rocinha e Bandeira do Vasco, antes de ir para o Vidigal. Através dessa experiência, ele lançou “O Sol Na Cabeça” um livro que traz 13 contos que narram a infância e a adolescência de garotos que vivem em favelas para mostrar não apenas as belezas, mas também as adversidades, as discriminações raciais e as violências que possuem esses lugares em pleno século XXI, ressaltando com realismo esse meio social.



Com uma linguagem fluida, dinâmica e comovente, essa obra literária que faz o uso admirável de reflexões e emoções ao colocar os temas sociais com veracidade como forma de mostrar as complexidades da realidade das favelas em uma narrativa excelente e acessível se utilizando de gírias e diálogos comuns de pessoas pertencentes às essas comunidades em tramas envolventes com o intuito de fazer pessoas de outras classes sociais se empatizarem e às que são desse meio social se sentirem acolhidas.


Além disso, as histórias dos contos diferem uma da outra, mas de um jeito especial, elas se conectam como se fossem um diário bem construído para se deixar levar profundamente por cada passagem tocantemente e exalta bem os objetivos principais da obra de combater o preconceito que a sociedade tem com as pessoas que moram nos subúrbios das cidades e de preencher as estantes como algo necessário para assim poder mostrar a riqueza cultural que as favelas possuem para a formação cultural do Brasil e do mundo.

 

O SOL NA CABEÇA

GEOVANI MARTINS


Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (2 março 2018)

Idioma: ‎Português

Capa comum: ‎112 páginas

Nota: 9,0

 

“O Homem Que Explodiu o Presidente” de Thiago Barrozo


Para encerrar essa lista, temos um livro lançado em 2022, que merece destaque, que é “O Homem Que Explodiu o Presidente” do escritor Thiago Barrozo, um nome literário que vale a pena ser observado e lido. Não apenas por ser seu primeiro livro. Mas, por ter uma maturidade escrita e sensitiva que faz desse um livro um verdadeiro primor de alta qualidade.


Thiago Barrozo é um escritor e jornalista nascido em São Paulo no ano de 1986. E em 2022, após fazer trabalhos em jornais como Financial Times, Forbes, BandNews e O Globo, ele resolveu se aventurar na literatura e lançou “O Homem Que Explodiu O Presidente” em um Thriller Policial ao misturar Drama e Política ao trazer a história de Otelo um cidadão brasileiro que possui uma vida trágica e que resolve realizar um feito após achar um bilhete premiado. O que seria? Explodir o seu algoz que é o Presidente da República. Para realizar esse feito, Otelo passará por várias coisas no seu caminho.



Thiago Barrozo escreve essa história envolventemente em uma narrativa ótima que faz compreendermos as angústias e as emoções do seu personagem principal, traz sensibilidade profunda e precisa aos outros personagens da história, traz assertivas citações que traz momentos que faz a trama parecer uma tragédia literária e também traz aspectos ácidos e contundentes ao fazer uma crítica política feroz de um Brasil politizado diante de uma grande desigualdade social e de uma corrupção forte no seu cenário político que faz o leitor sair da zona de conforto com suas palavras, reviravoltas e suas características únicas que fazem dessa obra literária algo imperdível, recomendável e especial.

 

O HOMEM QUE EXPLODIU O PRESIDENTE

THIAGO BARROZO


Editora: ‎Flyve; 1ª edição (1 janeiro 2022)

Impressão sob Demanda: ‎280 páginas

Nota: 9,0


 






















156 visualizações0 comentário

Komentáře


bottom of page