O encontro entre o romance e a poesia no ótimo 'O Peso do Pássaro Morto' da escritora Aline Bei

Atualizado: 21 de jun.

"Entendendo que o tempo sempre leva as nossas coisas preferidas no mundo e nos esquece aqui olhando pra vida sem elas." (Trecho do livro “O Peso do Pássaro Morto”)

Aline Bei, a autora do livro "O Peso do Pássaro Morto".

A literatura brasileira é rica em grandes e novos autores com suas histórias incríveis e personagens marcantes que mostram que certas obras merecem ser lidas e divulgadas. E em 2017 a escritora brasileira Aline Bei lançou nessa pegada o seu primeiro livro “O Peso do Pássaro Morto” uma obra que emana romance poético, a leveza verbal e a narrativa forte como seus aspectos literários principais.


O livro apresenta a história de uma mulher cuja trajetória é contada por anos marcantes da vida dela sendo dos 8 anos até os 52 anos passando por coisas do cotidiano com seus encantos e simplicidades até as dores e tragédias que refletiram a vida e a personalidade da protagonista.


Aline escreveu esse livro como se fosse uma mistura da clássica história de “A Hora da Estrela” de Clarice Lispector, com o sentimentalismo forte de Sylvia Plath, com a resistência de Carolina Maria de Jesus e com a escrita de José Saramago cuja uma citação dele se encaixa bem na obra que é “Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo dia.” Isso porque ele é escrito de forma forte que exalta poesia com toques violentos e leves na sua narrativa que é empolgante a ponto de nos fazer se empatizar pela protagonista e refletir sobre as perdas da vida podendo elas serem superficiais, leves e até mesmo doloridas na jornada de vida de cada um de nós a ponto de repelir nas nossas mentes, sonhos e emoções.

Além disso, mostra maturidade ao destacar as imperfeições que cada um de nós como seres humanos temos para quebrar o encantamento pela utópica perfeição, e de ensinar a não se deixar se levar pelas tristezas que acontecem na vida de cada um, bem como, não deixar as amarguras contaminarem o lado bom da vida.

Em 2020, 3 anos após o lançamento da obra literária de Aline, a atriz Helena Cerello com direção de Nelson Baskerville e música de Daniel Maia fez desse livro uma magnífica peça teatral que ressaltou e elevou ainda mais a importância de conhecer essa história.


"O Peso do Pássaro Morto” prova o talento de uma escritora promissora em ascendência. Com um livro magistral que merece aquele lugar especial na estante de livros importantes e relevantes. Uma obra avassaladora, impactante, espetacular e admirável que merece ser lida por pessoas independente de origem e de geração, ao caracterizar a riqueza e respeito na literatura brasileira.

 


'O Peso do Pássaro Morto'

Aline Bei


Nacionalidade: Brasil

Autora: Aline Bei

Páginas: 168

Editora: Nós

Ano de lançamento: 2017

Gêneros Literários: Poesia, Romance Contemporâneo

 

NOTA DO LEITOR: 9,5

 

Descrição da autora:

Aline nasceu em São Paulo, em 1987. É formada em letras pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e em artes cênicas pelo teatro-escola Célia Helena. Seu romance de estreia, O peso do pássaro morto (2017), foi vencedor do prêmio São Paulo de Literatura e do prêmio Toca, além de finalista do Prêmio Rio de Literatura. Pequena coreografia do adeus é seu segundo livro.

 





28 visualizações0 comentário