Meus Melhores Discos Nacionais de 2021


Chegou o fim do ano de 2021 e com ele chega a minha postagem especial para celebrar os melhores discos nacionais de 2021. O ano que passou foi pesado, mas também, aconteceu muita coisa. Em termos musicais, eu redescobri muitas coisas e conheci várias variedades que fizeram esse ano ser musicalmente excelente.


Escolhi 10 discos que me fizeram a cabeça nesse ano de 2021, sendo que, na verdade, foram 13 discos. E esses três a mais ficaram como menções honrosas para eu poder, futuramente, algum dia, postar a resenha deles para vocês no site.


As menções honrosas dessa lista são o "Tempo Louco" que é um ótimo disco de rock gaúcho feito por Marcelo Gross que é co-fundador da banda Cachorro Grande, "Álbum Laranja" que é um esplêndido e politizado trabalho da banda de rock carioca Detonautas Roque Clube e o "Noturno" que é um disco maravilhoso da ilustre cantora baiana de MPB Maria Bethânia com muitas intensidades sonoras e cantos fortes.


E agora, apreciem e ouçam os discos mencionados, principalmente, as menções honrosas citadas. A ordem está de forma aleatória e bem diversificada com excelentes músicos novos e consagrados em vários gêneros musicais. Escutem sem moderação! E desejo um feliz ano novo com muita paz, arte e saúde para todos!

 

1- "A Desordem dos Templários" de Guilherme Arantes.

Um álbum que marca uma sonoridade muito bacana proporcionada pelo músico paulista que apresentou um incrível e magistral Rock Progressivo com músicas épicas e românticas. Um som ótimo que eu ouvi nesse ano!



 

2- "Ana Cañas Canta Belchior" de Ana Cañas

Um trabalho que inaugura muito bem a nova fase da cantora paulista que é conhecida pelas suas músicas românticas e politizadas em um encontro musical com o repertório do músico cearense que é conhecido por suas músicas que são cheias de poesias e crônicas sociais.



 

3- "OXEAXEEXU" de BaianaSystem.

Um disco que é interessante com um som bem roqueiro da banda baiana que vem conquistando o público com suas letras politizadas e seu som elétrico. Um som bacana que eu ouvi esse ano!



 

4- "Meu Coco" de Caetano Veloso.

Após 9 anos sem trabalho inédito, o músico baiano estreia na gravadora Sony Music com um disco que mostra um som que é bem eclético e com letras que são bem politizadas.



 


5- "Delta Estácio Blues" de Juçara Marçal.

Um disco rico e eletrônico com músicas ótimas que são grandes referências à cultura negra, com um som bem eclético e letras muito boas na bela voz dessa musicista fluminense. Um som surpreendente e esplêndido que eu ouvi esse ano!



 

6- "Sankofa" de Amaro Freitas.

Um trabalho de jazz feito por um músico pernambucano que promove um som hipnotizante com músicas espetaculares. Um som surpreendente e esplêndido que eu ouvi esse ano!



 

7- "Dizperto" de Fernando Mascarenhas.

Com uma mistura de MPB, jazz, rock e música eletrônica o músico mineiro que traz simplicidade e poesia nas suas músicas, um excelente disco solo de estreia.



 

8- "Superclima82" de Superclima82.

Esse trabalho do músico carioca Carlos Rafael Clima apresenta uma sonoridade intensa que mistura MPB e Rock com músicas reflexivas sobre temas da evolução humana em um som cheio de alto astral, muito suingue e cheio de rock and roll. Um disco surpreendente e esplêndido.



 

9- "Chegamos Sozinhos Em Casa Deluxe" de Tuyo.

Com seu segundo trabalho lançado dividido em Vol.1 e Vol.2 e depois juntado tudo em uma bela versão deluxe, a banda paraense de Folk Pop e Afrofuturismo apresenta um trabalho espetacular com uma pegada no Indie, no Soul, no R&B e na Música Eletrônica, um som que é bem autêntico, bastante vibrante, extremante leve, totalmente visceral e simplesmente espetacular, com músicas que são terapêuticas, sentimentais e poderosas, cheias de grandes participações especiais.



 

10- "Portas" de Marisa Monte.

Após um longo período hiato sem músicas inéditas, a artista carioca traz um novo trabalho com poesias e desabafos nas suas músicas em uma sonoridade que é intensa, harmônica, visceral e impactante.



 

Sobre Alexandre Tiago

"Um rapaz latino-americano que é um sonhador, que ama futebol, apaixonado pela arte, formado em Direito, é um defensor da democracia e coleciona desde CDs e livros, até as memórias que a vida oferece."

alexandrec_tiago@terra.com.br


 


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo