Marisa Monte abre Novas Conexões no Bonito 'Portas' um Desabafo Através de Canções



Inspiração é a palavra que melhor define o novo disco da cantora e compositora Marisa Monte. 'Portas', é o seu décimo disco de estúdio. Um trabalho que quebra um hiato de dez anos do seu último álbum solo. Isso não quer dizer que Monte ficou parada sem produzir nada, nesse período ela se envolveu em diversos projetos paralelos como os Tribalistas e uma parceria com Paulinho da Viola.


O disco foi produzido totalmente durante o isolamento social e, conta com 16 faixas, algumas dessas canções foram concebidas alguns anos atrás, como se estivessem apenas esperando a hora e o momento certo de serem lançadas. Marisa acertou bem nisso. As canções do álbum criam um afago gostoso na alma e geram um sentimento muito bom de esperança, de que as coisas vão mudar, de que a humanidade pode se transformar e ir além e, se reencontrar novamente.


A canção “Portas”, traz muito desse sentimento, dessa experiência de viver em um mundo pandémico. Essa foi uma faixa produzida em parceria com Arnaldo Antunes e Dadi Carvalho. Simboliza muito bem esse período pelo qual estamos passando. Uma canção que foi construída totalmente no piano e que vem dizer que as portas estão abertas para mudanças e transformações e que as cosias não vão ser assim o tempo todo. Isso há de passar.


Um disco que transita muito bem pela Bossa nova, MPB e o Samba, aliás o Samba está bem presente na faixa “Elegante Amanhecer”, canção que lembra muito Clara Nunes e Elis Regina. E Marisa Monte tem muito a dizer. Uma artista que tem se posicionado contra tudo isso que estamos vivendo diante desse (des) governo. Não sou fã de carteirinha da cantora, ouço algumas músicas e conheço alguns de seus trabalhos. 'Portas' me chamou atenção pela bela capa e nesses últimos dias parei para ouvir o disco e obtive uma boa experiência. Como disse, é um disco bonito, melódico e harmonioso que conversa muito bem com nosso momento atual.


Um álbum confortável e aconchegante. Um registro intimo e pessoal que estende a mão ao coletivo e traz aquela brisa reconfortante enquanto o sol raia no horizonte. Canções amorosas e edificantes que enaltecem uma de suas maiores influências, Jorge Ben Jor.

Uma porta se fecha para que outras possam se abrir. Assim é o novo disco de Monte. Afinal de contas o cenário musical brasileiro já não é mais o mesmo desde que ela lançou o disco 'O que você quer saber de Verdade' em 2011. Mas não vejo isso como um problema, Marisa transitou pelo tempo com muita autoconfiança em sua carreira e sabe onde pisa e coloca seus pés. "Calma, que eu já tô pensando no futuro/Que eu já tô driblando a madrugada/ Não é tudo isso, é quase nada/Tempestade em copo d'agua/Eu não tenho medo do escuro", diz a letra da canção "Calma", a música foi a primeira que o público conheceu antes do lançamento do álbum.


'Portas' ainda contou com a parceria de músicos como: Marcelo Camelo, Arnaldo Antunes, Seu Jorge, Flor, Chico Brown e Silva. Um disco de fé na humanidade. Ouçam!


Artista: Marisa Monte

Álbum: Portas

Lançamento: 1 de julho de 2021

Gênero: MPB e Música Pop

Ouça: "Portas", "Calma" e "Totalmente seu"



























26 visualizações0 comentário