top of page

John Frusciante entrou de cabeça no ocultismo quando deixou o Red Hot Chili Peppers

Atualizado: 29 de ago. de 2022


O icônico guitarrista John Frusciante falou sobre como foi sua saída do Red Hot Chilli Peppers em 2009 e as circunstâncias que o levaram a esse ponto e revelou que ele havia "entrado de cabeça no ocultismo" na época.


O guitarrista entrou e saiu da banda desde o final dos anos 80 e apareceu pela última vez no álbum 'Stadium Arcadium' de 2006 . O ex-companheiro de turnê Josh Klinghoffer substituiu Frusciante em 2009, aparecendo em 'I'm With You' de 2011 e 'The Getaway' de 2016.


No atual momento Frusciante está de volta ao Chili Peppers escrevendo e gravando com a banda para seu novo álbum 'Unlimited Love', e conversou com a Classic Rock sobre o motivo de ter deixado a banda há mais de uma década.

 


 

“Fiquei bastante desequilibrado mentalmente nos últimos dois anos em que excursionamos”, disse ele. “À medida que a turnê continuou, eu me aprofundei no ocultismo, o que se tornou uma maneira de escapar da mentalidade da vida em turnê.”


“O ocultismo tende a ampliar o que você é, e eu era uma bagunça desequilibrada”.


Com Frusciante agora na banda novamente, Klinghoffer foi demitido, o que Flea descreveu em entrevistas como “uma grande mudança para nós”. “Ele está conosco há 10 anos, e foi uma coisa emocionalmente difícil de fazer. Ele não era apenas um grande músico, ele também era um jogador de equipe atencioso e solidário – uma pessoa de mentalidade comunitária, gentil e inteligente".


“Mas artisticamente, em termos de poder falar a mesma linguagem [musical], foi mais fácil trabalhar com John. Voltar para uma sala e começar a tocar e deixar a coisa acontecer… foi realmente emocionante.”

 





244 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page