top of page

Gorillaz está de volta com 'Cracker Island e respira novos ares inspirado pela energia eletro-pop

O novo registro apresenta um time de convidados especiais que atuam além do protagonismo e fornecem o apoio necessário para o disco voar na sua ambientação climática.

Imagem Reprodução.


Como uma banda de personagens animados, o Gorillaz pode, subjetivamente, realizar qualquer coisa. 'Cracker Island' chega 22 anos depois do primeiro single do grupo, "Clint Eastwood". Damon Albarn se tornou uma referência no rock alternativo, demonstrando certa inclinação e devoção pelo pop brilhante. Ao lado de Jamie Hewlett, que faz os desenhos animados que caracterizam a banda, eles criaram um fenômeno pop quando surgiram, em 2001, com o primeiro álbum. Você pode até ter imaginado que tudo aquilo não passaria de uma febre instantânea passageira. No entanto, 25 anos depois, o Gorillaz lançou tantos álbuns quanto a banda principal de Albarn e, ademais, alcançou o que o Blur não conseguiu ao longo do tempo, vários álbuns no Top 10 dos Estados Unidos (um deles dupla platina); um Grammy; e uma boa relação com o Oasis — ou pelo menos com Noel Gallagher, que apareceu no single "We Got the Power" de 2017.


'Cracker Island' ainda traz em seu contexto pop, um arsenal de convidados como Stevie Nicks, Thundercat, Tame Impala, Bad Bunny, Beck e outros. O novo disco não apresenta nada revolucionário, ou fora daquilo que o Gorillaz se propõe a ser. Porém, desde 'Humanz' (2017), o projeto de Damon, vem demonstrando uma certa aproximação com outros gêneros e elementos como pop, lo-fi e batidas eletrônicas. Observe atentamente 'Song Machine: Series One' (2020), Albarn parece transpirar uma alegria que transborda pelas canções e assume de vez sua paixão pelas canções pop. Uma das grandes surpresas do disco fica por conta da faixa "Controllah", que traz a participação do brasileiro MC Bin Laden, em uma mistura de rap e synth-pop.



A faixa-título ("Cracker Island"), chega soltando o verbo com a ilustre participação de Thundercat. Uma canção que surge como um bom ponto de partida para "Oil", faixa que conta com a ótima participação de Stevie Nicks e remete aos bons tempos do Daft Punk. Com sua vibe gostosa e vibrante, a música se torna um dos grandes momentos do álbum com aquela atmosfera nostálgica e pulsante.

A faixa também aponta a habilidade e sensibilidade de Albarn em trabalhar com outros artistas. Elementos que ganham força e equilíbrio na hipnótica e climática "New Gold", que respira alegremente os ingredientes do Tame Impala (colaboração afetiva no álbum).


Bad Bunny aparece misteriosamente e intrigante na idealista "Tormenta", onde o Gorillaz explora um dos poucos gêneros pelo qual eles ainda não se aventuraram, Juntando o seu som pop com batidas latinas. A banda ainda consegue elaborar bons discos, variados e cheios de texturas, que criaram um universo musical interessante e agradável. O grande feito desse novo registro pode muito bem-estar associado ao talento e percepção de Damon em mesclar o eletro-pop com camadas melódicas, isso acaba por injetar um gás que impulsiona 'Cracker Island'. Outro aspecto positivo vem das colaborações que assumem um papel além do protagonismo, fornecendo o apoio necessário para cada canção atingir seu ápice sonoro.



Um disco simples, sem grandes anseios, mas que se consagra por sua ternura pop carismática e seus personagens que já se tornaram um marco para cultura pop. Em meio a tantos lançamentos comerciais fabricados pela indústria da música, o Gorillaz prova com o novo registro que a boa música pop ainda prevalece e conhece o seu devido lugar. Eles surgiram num momento em que o pop era algo que uma estrela do rock alternativo só poderia demonstrar interesse para salientar a sua efemeridade, isso talvez possa explicar o pensamento de algumas pessoas terem achado que o grupo seria algo passageiro e temporário. Porém, 'Cracker Island' está aí para provar que eles podem ir muito, muito mais longe. Albarn tem o poder de convencer grandes estrelas a fazer o que ele quer; revela-se, assim, como sendo a mais prática das coisas: um álbum pop fantástico.

 

Cracker Island

Gorillaz


Lançamento: 27 de fevereiro de 2023

Gênero: Pop, Eletro-Pop, Rap Alternativo, Indie

Ouça: "Oil", "Cracker Island", "New Gold"

Humor: Teatral, Divertido, Irônico


 

NOTA DO CRÍTICO: 7,0

 

Ouça a faixa "Oil" abaixo:





40 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page