Dave Grohl sobre Mark Lanegan: "Não havia ninguém como ele".


As homenagens ao saudoso Mark Lanegan que nos deixo essa semana não param, agora foi a vez do icônico e carismático Dave Grohl prestar sua singela homenagem ao homem que cantou sobre as dores da alma, lembrando -o como um artista que sabia expressar emoções através do seu canto, voz potente e única.


O vocalista do Foo Fighters disse que Lanegan, a quem ele se juntou e teve o privilégio de conhecer por ele ter feito parte ocasional do Queens Of The Stone Age, era “tão puro e tão real” em sua arte.

“Se ele cantou sobre dor, você acreditou e se ele cantou sobre amor, você acreditou”, disse Grohl ao The Independent sobre o falecido músico.

 

“Se você sabe algo sobre sua história, ou leu algum de seus livros, você vai entender porque ele cantou, o que ele fez e, porque ele era único e incomparável. Não havia ninguém como ele. Em Seattle, Lenagan era muito amado”, acrescentou Grohl.
 

Ele também refletiu sobre como conheceu Lanegan há 30 anos, sobre isso você pode ler aqui.


Lanegan, ex -vocalista do Screaming Trees e solista em seu próprio nome, morreu aos 57 anos na terça-feira (22 de fevereiro) em sua casa em Killarney, na Irlanda. Homenagens foram feitas por Manic Street Preachers, Peter Hook do New Order e muitos outros.

O cantor apareceu em vários dos primeiros álbuns do Queens Of The Stone Age, incluindo 'Rated R' (2000) e 'Songs For The Deaf' (2002). Grohl também é um membro ocasional da banda que tem uma lista rotativa de membros e colaboradores.


O livro de memórias de Lanegan, Sing Backwards and Weep, de 2020, documentou sua longa batalha contra o vício, bem como sua carreira musical. Ele também lançou outro livro de memórias no ano passado chamado Devil In A Coma, inspirado em sua experiência de quase morte do COVID.


Ainda não foi revelado qual foi a causa da morte de Lanegan.


Enquanto isso, Grohl também relatou sua perda auditiva, dizendo que faz leitura labial há décadas e que o uso de máscaras lhe causou ainda mais problemas nos últimos anos.

 

18 visualizações0 comentário