top of page

'Argentina, 1985', um ótimo filme argentino que exalta Ricardo Darín e a história da América Latina

Atualizado: 5 de nov. de 2022

'Argentina, 1985' é um filme rico em elementos históricos, é envolvente do inÍcio ao fim e traz a consagração de Ricardo Darín como um dos grandes e excelentes nomes da cultura latino-americana no mundo


 


 

O ator e diretor argentino Ricardo Darín está ao lado de nomes como Alice Braga, Wagner Moura, Rodrigo Santoro, Gael García Bernal e Ana de Armas, atores que fazem parte de uma lista de esplêndidos artistas latino-americanos, que são conhecidos pelo mundo afora pelo seu grandioso talento nos cinemas, com ótimos filmes no currículo que exaltam positivamente a rica arte e cultura latino-americana, cabe aqui, uma menção ao extraordinário livro "Cem Anos de Solidão" do escritor colombiano Gabriel García Márquez desde seu lançamento em 1967 e o álbum "Buena Vista Social Club" do grupo cubano Buena Vista Social Club desde 1997, obras que elevaram a cultura pop e destacam o brilhantismo da pura arte.


Continuando a falar de Ricardo Darín, ele possui espetaculares filmes no seu currículo como, por exemplo: 'Nove Rainhas' de 2000, 'Um Conto Chinês' de 2011 e 'O Segredo dos Seus Olhos' de 2009. E agora ele aumentou de forma ainda mais grandiosa esse currículo com 'Argentina, 1985', escolhido pelo país como seu representante na categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar de 2023. A lista final com os 5 representantes só sai em dezembro de 2022, mas, é um filme que está bem cotado por sua ótima história, narrativa envolvente, personagens interessantes e uma trama complexa com muitos pontos interessantes e positivos, que exaltam importantes engajamentos, necessários para se defender a democracia, algo que precisa ser preservado e defendido.

 


 

'Argentina, 1985' é uma película baseada em fatos reais, isso porque ela nos apresenta a história de Julio César Strassera, Luís Moreno Ocampo e sua equipe que eram juristas argentinos que resolveram fazer algo histórico para a época: processar os militares argentinos que estavam promovendo uma ditadura militar na Argentina durante o período de 1976 até 1983. Eles fizeram o famoso "Julgamento das Juntas". Esse processo se iniciou em 1985 e ganhou proporções revolucionárias por a justiça julgar esses militares. Ricardo Darín faz o advogado Julio César Strassera responsável juntamente com sua equipe, por esse acontecimento jurídico e histórico para a Argentina, a América Latina e o mundo, isso porque esses militares foram responsáveis pelas várias mortes e desaparecimentos que aconteceram no país latino-americano durante os 8 anos de governo.


'Argentina, 1985' é um filme rico em elementos históricos, é envolvente do inÍcio ao fim e traz a consagração de Ricardo Darín como um dos grandes e excelentes nomes da cultura latino-americana no mundo

Comparado com o ótimo filme chileno 'No' de 2012, 'Argentina, 1985' é um filme ótimo, essencial e importante. Isso porque a película de Gael García Bernal nos apresenta críticas pontuais a regimes militares autoritários, sendo que foi no Chile e o outro na Argentina. A diferença é que a produção de Ricardo Darín apresenta uma dimensão jurídica com um alheamento social que é bem forte que mostra o quanto foi importante por seus desdobramentos graças às atuações de Julio César Strassera e seus colegas juristas a ponto de influenciar pessoas como aconteceu no Chile em que seus habitantes protestaram na época firmemente contra o regime de Augusto Pinochet, a ponto desse governo fazer um plebiscito que culminou para a saída do militar chileno e seus aliados do poder em 1990, provocando o fim da ditadura militar no Chile após 17 anos, exaltando a importância da democracia, justiça e paz para o planeta como um todo e sem nenhuma violência.

Além disso, pode-se observar que o elenco é ótimo e não apenas Ricardo Darín. Todos atores e atrizes, sem exceção, entregam atuações de encher os olhos de emoção e de deixar o coração pulsando alto com suas atuações impecáveis, aliadas em uma direção de Santiago Mitre que é excelente e cuidadosa, a trilha sonora de Pedro Osuna também não deixa a desejar, a linda fotografia ajudar a contextualizar a história fazendo o espectador sentir aqueles processos, agonias e ferveções como se estivesse vivendo e sentindo aqueles momentos que foram fundamentais para o fortalecimento de instituições democráticas. Como um advogado, um estudante de Direito ou um estagiário de Direito ajudaram o local que vivem a sair da repressão, violência e medo, trazendo paz para todos que vivem nele.

 


 

'Argentina, 1985' é um dos melhores filmes internacionais de 2022, por trazer uma produção espetacular, elenco formidável e trama que reflete sobre um acontecimento do passado da Argentina com uma pegada histórica sem ser cansativa, ou seja, a forma que a história é contada faz o espectador se envolver com ela de forma comovente do início ao fim e exalta o talento genioso de Ricardo Darín, e contribui positivamente para a cultura latino americana. Portanto, o filme ainda deixa a clara mensagem sobre a importância da defesa da democracia, para garantir o direito de ir e vir, o livre pensamento e a possibilidade de compreender que totalitarismo e autoritarismo são coisas inaceitáveis, independente do lugar.

 


Argentina, 1985


Elenco: Ricardo Darín, Peter Lanzani, Claudio Dá Passano, Brian Sichel, Norman Briski

Gênero: Suspense

Duração: 140 minutos

Direção: Santiago Mitre

Trilha Sonora: Pedro Osuna

Lançamento: 2022


 

NOTA DO CINÉFILO: 9,0

 

Trailer do filme "Argentina, 1985":




350 visualizações0 comentário
bottom of page