top of page

‘A Queda’ é mais um filme que coloca o ser humano diante de um evento que exige superação

Atualizado: 16 de set. de 2022

Um filme onde a moral e os velhos ensinamentos não ficam de fora

Foto: Divulgação

Perder amigos e parentes envolve todo um processo lento de luto, difícil de assimilar. Para muitos que permanecem vivos, esse momento doloroso é algo que depende de toda uma transformação e superação. Há quem fique mais tempo preso ao luto, é tomado por uma névoa depressiva que não passa tão rápida, leva tempo. Há quem consiga sair logo, mas para isso, precisa vencer seus próprios remorsos e tirar de si toda a culpa da perda que teve.


Becky (Grace Caroline Currey) vê na escalada um momento de descontração e de desafio. Entretanto, para de praticar essa atividade depois de ocorrer uma tragédia em sua vida. Resoluta em ficar sozinha, sequer atende às ligações do pai James (Jeffrey Dean Morgan). Após um tempo vivendo num sentimento de culpa, recebe a visita da amiga Hunter (Virginia Gardner) e através dela, um convite especial: subir uma antiga e desativada torre de TV com 610 metros de altura.




Dessa forma começa ‘A Queda’ (‘Fall’, 2022) que se encaixa como um Suspense de Sobrevivência. Alguns espectadores já estão bem acostumados a esse tipo de filme e como exemplo poderíamos citar produções que marcaram bastante, que até hoje são referências nesse gênero como ‘Mar Aberto’ (2003) e ‘127 Horas’ (2010). Pessoas isoladas em algum lugar com poucos recursos de sobrevivência e sem facilidades de pedir ajuda ou de escapar dali.


Munidas com os acessórios necessários para a atividade, as duas amigas seguem para o objetivo. Hunter almeja ganhar novamente a confiança da amiga e ter o maior número de curtidas e seguidores possíveis nas redes sociais com essa façanha. Becky, por sua vez, precisa vencer seus traumas e esquecer do passado, essa então seria uma boa oportunidade.



Mal sabem que a imponente torre esconde os sinais de perigo: a estrutura desgastada e sem firmeza, parafusos que se soltam, a falta de manutenção. Mesmo assim, a determinação vence, apesar de certa resignação de Becky. A subida não ocorre como planejado e as amigas ficam presas no topo da torre.


Com o psicológico e o físico enfraquecidos a cada minuto que passa, as duas mulheres precisam conviver com a altura, sede, fome, inimigos naturais, o calor e o cansaço. O sofrimento de ambas é suavizado por conversas descontraídas, piadas e até lembranças da infância com citações a programas de luta livre.

Importante frisar que a principio, o diretor Scott Mann tinha optado por diálogos mais tensos das duas personagens, sobretudo a palavra ‘fuck’ aparecia mais de 30 vezes, porém precisou suprimir essa quantidade de palavrões a pedido da Lionsgate.


Apesar da dualidade de comportamento e temperamento das amigas, as duas tentam encontrar um jeito de escapar em meio a tantas adversidades. Quando surpresas e verdades são reveladas, a confiança entre elas pode ficar abalada. Momento esse que angustia o espectador nas consequências que a emoção à flor da pele pode trazer e que geralmente causa impacto em filmes desse gênero.


Além do sentimento de acrofobia, impressionante como o diretor conseguiu também criar uma sensação de claustrofobia, talvez por conta do exíguo espaço onde as duas personagens ficam confinadas, isso mesmo dentro de um cenário totalmente amplo e livre. A sensação de pequenez em meio a vastidão do mundo. E assim, este é mais um filme onde o ser humano precisa usar sabiamente os recursos limitados que possui em mãos e também recorrer aos seus mais primitivos instintos de sobrevivência.


É um filme onde a moral e os velhos ensinamentos não ficam de fora, como de praxe: aproveite cada momento de sua vida e tenha sempre um sentimento de superação. Não chega a ser tão tenso como ‘127 Horas’, entretanto é um passatempo mediano e mais ameno, caindo em certa previsibilidade.

 

A Queda

Fall


Lançamento: 2022

País: EUA

Direção: Scott Mann

Elenco: Grace Caroline Currey, Virgínia Gardner, Mason Gooding, Jeffrey Dean Morgan

Duração: 107 min


 

NOTA DO CINÉFILO: 6,5

 

Trailer do filme:


 



809 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page