top of page

The Weeknd consegue resolver processo de direitos autorais sobre “Call Out My Name”

A dupla eletrônica Epikker alegou que o single plagiou sua música 'Vibeking'

CRÉDITO: Frazer Harrison/WireImage


Em 2021, o cantor The Weeknd foi processado por violação de direitos autorais devido à música "Carl Out My Name", presente no seu álbum de 2018 'My Dear Melancholy'.


Os produtores Suniel Fox e Henry Strange alegaram que Weeknd, Nicolás Jaar e Frank Dukes infringiram a música "Vibeking". O processo alegou que as duas canções eram “surpreendentemente e/ou substancialmente semelhantes, se não idênticas” e citou várias supostas semelhanças.



Agora, um novo registro no caso afirma que todas as partes chegaram a um acordo. “Como as partes ainda estão em processo de formalização, execução e consumação desse acordo, o Autor solicita respeitosamente que o Tribunal retire todas as datas do calendário e estabeleça uma data em 30 dias para que as partes apresentem um relatório de status conjunto se o caso tiver ainda não foi demitido”, dizia o documento, segundo a Rolling Stone.


Embora a faixa 'Vibeking' não tenha sido lançada, a dupla disse ter evidências de que Abel Tesfaye do The Weeknd havia ouvido a faixa. Eles compartilharam um e-mail na reclamação que alegaram mostrar o “engenheiro de reprodução” de Tesfaye dizendo a eles que a estrela havia “ouvido e gostado” da música.



Porém, os termos do acordo não foram tornados públicos até o momento desta matéria.

38 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page