top of page

Sem Rastro acaba perdido numa trama policial que não se ajusta na tradição do gênero

O filme está disponível no Prime Video.

Foto: Amazon Prime Video


Olhando o pôster e a sinopse do filme austríaco Sem Rastro (Immerstil, 2023), podemos pensar logo em produções interessantes como a série The Killing – Além de um Crime (2011-2014). Produção europeia que traz uma narrativa policial cujo crime complicado precisa ser resolvido em meio a um ambiente gélido e enigmático, isso no meio de poucas pistas e de pessoas que não estão tão interessadas em ajudar.


Sim, Sem Rastro começa bem promissor. Lisa (Christina Cervenka) sai de Viena e precisa voltar à Immerstill, sua cidade natal, para investigar o desaparecimento de sua irmã e uma amiga. Chegando ao local, ela percebe que poucos estão preocupados com as duas garotas que desapareceram, inclusive seu próprio pai.



A própria cidade natal, por si só, torna-se logo o primeiro problema da garota. Com poucas pessoas em quem confiar, em meio a um território hostil que na verdade lhe deveria proteger ao invés de dar as costas e diante das autoridades locais inertes ao acontecimento, Lisa também é criticada por ter deixado a pequena cidade e ido para a capital em busca de uma vida melhor.


Praticamente sozinha, Lisa conta apenas com alguns vídeos das últimas vezes que sua irmã e a amiga foram vistas na cidade. Com poucas pistas, precisa convencer algumas pessoas a ouvi-la e tentar colocar em prática uma ação de convencimento e de que é preciso ter mais consciência sobre a vida dos habitantes da cidade.

O filme tenta traçar alguns fatos do passado para acrescentar mais impacto, entretanto esse recurso não fortalece a narrativa. Nossa protagonista precisa enfrentar desavenças entre alguns moradores e esquecer antigas relações amorosas caso queira se aprofundar em sua investigação. Esse recurso acaba ficando de forma rasa e apesar de um filme curto, menos de 90 minutos de duração, nota-se que a intenção era preencher espaço na trama.


O clima de mistério se enfraquece, pois muito dos personagens assumem um lado cômico e jocoso não acrescentando nada na trama, ficam até perdidos no desenvolvimento do filme. Se a intenção era criar um panorama menos tenso e adicionar um pouco de humor, aqui não deu certo e muitas piadas (como a parte do bar) são bobas. Até o próprio chefe de polícia está mais preocupado com festas na cidade do que descobrir quem está por trás dos desaparecimentos.




Em muitos filmes desse gênero, é comum que o diretor crie variados suspeitos para garantir o suspense. Quanto mais pistas e personagens que tragam uma carga enigmática cada vez crescente, melhor. Tal estratégia sempre é capaz de deixar o espectador curioso sobre a verdade dos fatos que estão prestes a explodir nos instantes finais. Isso não acontece em Sem Rastro.


Os personagens ali estão mais para fazer uma caricatura de uma sociedade patriarcal, machista, provinciana e debochada. A determinação de Lisa acaba revelando outras verdades acerca dos habitantes do lugar. Com isso, a diretora Eva Spreitzhofer também tece suas críticas: o marido que agride a mulher, o estupro que fica impune, autoridades que não aplicam o dinheiro apropriado para cuidar do cidadão.

O final, embora queira chocar, tem uma resolução rápida, ineficaz e com pouco impacto. Acaba não convencendo tanto e ao tentar trazer uma originalidade, mostra que de alguma forma era preciso encontrar um culpado e causar uma surpresa no espectador, embora o desfecho chegue depois de um filme arrastado que não deu tão certo assim como seu início.


Não representando fielmente o tradicional retrospecto dos bons filmes policiais, Sem Rastro acaba esquecível e fraco embora ainda consiga nos fazer refletir sobre uma sociedade que muitas vezes se preocupa mais com festinhas e com a própria aparência do que com a tragédia de uma vida alheia.

 

Sem Rastro

Immerstill


Ano: 2023

Gênero: Policial/Suspense

Direção: Eva Spreitzhofer

Elenco: Christina Cervenka, Dominik Warta, Gregor Seberg, Michael Glantschnig

Duração: 88 min

Classificação: 14 anos


 

NOTA DO CRÍTICO: 5,0

 

Trailer:




1.028 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page