top of page

Roger Waters vence batalha legal para fazer show em Frankfurt

O show foi originalmente cancelado devido a alegações de antissemitismo

CRÉDITO: por Sergione Infuso/Corbis via Getty Images


Roger Waters, ex- Pink Floyd, saiu vitorioso na batalha legal para tocar em Frankfurt após a apresentação ter sido cancelada devido a alegações de antissemitismo.


Waters deveria tocar no Festhalle, propriedade pública, em 28 de maio, mas o conselho da cidade de Frankfurt cancelou a apresentação devido às opiniões do músico sobre Israel. Mais tarde, eles o descreveram como “um dos anti-semitas mais conhecidos do mundo”.




Mesmo com o cancelamento, Waters disse no início deste mês que ele "vai tocar de qualquer maneira" em uma postagem no Instagram, ao lado de uma foto do túmulo de Sophie Scholl, uma estudante alemã e ativista anti-nazista que foi decapitada na guilhotina em 1943 por distribuir folhetos anti-guerra na Universidade de Munique.


Além disso, a postagem também indica que Waters pediu uma liminar contra o conselho, mas não obteve resposta. Ele havia indicado que poderia entrar com uma ação judicial para cancelar suas apresentações, que ele disse ser “injustificável” e uma tentativa de “silenciá-lo”.


Agora, o tribunal administrativo de Frankfurt decidiu que Waters pode continuar com o show.



Embora reconhecendo que aspectos de seu show eram “de mau gosto” e obviamente carregados de simbolismo inspirado no regime nazista, ele citou a liberdade artística entre os principais motivos para a decisão, relata o The Guardian.


As autoridades da cidade de Frankfurt e de outras partes da Alemanha se opuseram ao show, alegando que uma turnê anterior havia apresentado como parte do show um balão em forma de porco representando a estrela de David e vários logotipos de empresas.

oger Waters se apresenta ao vivo. CRÉDITO: Gennady Avramenko/ Epsilon/Getty Images

O ponto mais relevante, segundo o tribunal, foi que a performance do músico “não glorificou ou relativizou os crimes dos nazistas ou se identificou com a ideologia racista nazista”, e também não houve qualquer evidência de que Waters usou material de propaganda em seu show.


A cidade tem o direito de recorrer da decisão.


Uma petição foi lançada para reverter a decisão do Conselho Municipal de Frankfurt, assinada por nomes como Eric Clapton, Tom Morello, do Rage Against the Machine, e Nick Mason, do Pink Floyd.

27 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page