top of page

Geddy Lee revela que Alex Lifeson quase morreu de covid-19

O vocalista, baixista e tecladista do Rush lançou seu livro "My Effin' Life", no qual aborda sua relação com Alex Lifeson e o saudoso Neil Peart.

Alex Lifeson do Rush
Imagem: Divulgação


Geddy Lee lançou recentemente sua autobiografia. Na terça-feira passada (14), o vocalista, baixista e tecladista do Rush compartilhou seu livro intitulado "My Effin' Life", onde, de acordo com a sinopse, explora detalhes de sua infância, sua jornada na música e sua relação com os colegas de banda, como Alex Lifeson (guitarra) e o falecido Neil Peart (bateria).


O livro foi escrito durante o período desafiador da pandemia, que foi emocionalmente complexo para o músico. Esse momento coincidiu com o luto pela perda de Peart, que faleceu em janeiro de 2020, e também trouxe à tona uma experiência dolorosa relacionada a Lifeson.



Em uma entrevista ao jornal Los Angeles Times (segundo informações do Whiplash), Geddy abordou inicialmente as desafiantes circunstâncias relacionadas ao câncer no cérebro que Neil Peart enfrentou, um diagnóstico mantido em sigilo até após sua morte. Em 2016, o baterista compartilhou sua condição com os colegas, solicitando discrição, o que complicou ainda mais a situação.


"Vivi três anos e meio desafiadores, mantendo em segredo a doença de Neil e sendo desonesto com meus amigos. Era um assunto delicado que Alex e eu éramos proibidos de discutir. Após a morte de Neil, experimentei uma enxurrada de emoções, como se uma represa tivesse se rompido. Minha esposa e eu decidimos fazer uma jornada a pé pela Nova Zelândia, na esperança de encontrar algum sentido ao caminhar. No entanto, descobrir um significado para a morte revelou-se uma tarefa infrutífera."

Pouco tempo depois, Lifeson contraiu a COVID-19 e desenvolveu sintomas sérios. O guitarrista teve que ser hospitalizado, e, de acordo com Geddy Lee, sua condição chegou a um ponto crítico, quase resultando em sua morte.



"Após essa jornada, Alex e eu continuamos explorando a ideia de criar música juntos, mas em março de 2020, ele contraiu a COVID-19 e exigiu hospitalização. Ele passou por um período de isolamento, com um tubo traqueal inserido. Devido às restrições hospitalares, os hospitais estavam fora do alcance do público, e sua esposa teve que se despedir dele pela entrada principal."
20 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page