Cavaleiro da Lua: primeiras impressões e trilha sonora


Cavaleiro da Lua - Disney Plus

Já está entre nós o primeiro episódio da tão esperada série do Universo Marvel, 'Cavaleiro da Lua' (Moon Knight), pelo que já sabemos a primeira temporada irá contar com seis episódios. Confesso que as primeiras impressões desse primeiro capítulo, foi contra tudo aquilo que eu esperava, a Marvel fez um marketing pesado em cima da atmosfera sombria e tenebrosa, dizendo que seria algo, nunca visto antes no MCU? E não foi justamente isso que constatei nesse capítulo introdutório.


Claro que apenas um episódio é muito pouco para se tirar conclusões e formar uma opinião mais concreta. E também não estou dizendo que isso é um ponto negativo, longe disso, mas pela propaganda vendida pela Marvel, você embarca na série aguardando outra narrativa. No entanto, o primeiro episódio 'O Problema do Peixe' está mais para uma mistura de cenas engraçadas e icônicas com momentos de aventuras ao estilo 'Indiana Jones’, acrescido de boas doses de humor negro que garante um bom divertimento.


Cavaleiro da Lua será brutal antecipa Kevin Feige


A premissa da série parte da seguinte lógica, Steven Grant (Oscar Issac) um "dócil" funcionário de uma loja de lembranças, começa a ser perturbado por inusitados apagões e flashes de lembranças de uma suposta outra vida, assim, descobrindo de maneira confusa e conflitante que possui transtorno dissociativo de identidade e passa a dividir seu corpo com o mercenário Marc Spector. Entre seus vários, alter egos, Grant/Spector irão enfrentar seus inimigos do submundo do crime.


O primeiro episódio consegue capturar a atenção logo de início com uma cena forte e impactante demostrando a sombria e assustadora personalidade de Arthur Harrow (Ethan Hawke). Um começo importante para ajudar a traçar o desenvolvimento do vilão no decorrer da série. Sem contar que esse primeiro momento e marcado pela linda canção "Every Grain Of Sand" de Bob Dylan, cuja letra traduz perfeitamente a ameaçadora personalidade de Arthur e sua misteriosa seita.

Reprodução/Marvel Studios

Por mais que esse primeiro capítulo introdutório não entregue o suspense prometido, o roteiro segura muito bem a trama. Mohamed Diab, Justin Benson e Aaron Moorhead trabalham suas cenas de forma arrojada evitando que certas sequências se tornem maçantes e sem graça. Os diálogos são precisos e inteligentes, isso agrada e ajuda no entrosamento, e até mesmo a criar familiaridade com os personagens.


Algo que surpreende são os efeitos especiais, na verdade, eles são muito simples nesse primeiro capítulo, nada comparado com o que a gente já viu em blockbusters- como 'Homem-Aranha: Sem Volta para Casa' e até mesmo a saga dos 'Vingadores', isso chama atenção por se tratar de uma obra do MCU. Mas ao meu ponto de vista isso funcionou bem nesse primeiro contato com o 'Cavaleiro da Lua', essa ausência de grandes efeitos especiais enaltece o enredo e a trama, dando um maior destaque para os diálogos.


Atuações

Oscar Isaac se sobressai no meio de suas várias personalidades, o sujeito possui carisma e sabe como criar boas cenas de entretenimento, e faz um bom Cavaleiro da Lua. A maneira como ele reage aos seus conflitos e confusões de personalidade já te faz criar familiaridade com Steven, mas ainda é muito cedo para dizer dele como Spector. Agora se Issac consegue divertir com suas cenas de aventuras místicas, Ethan Hawke-como Arthur assusta com sua personalidade sombria, perversa e imprevisível. O pouco do suspense injetado nesse começo de 'Cavaleiro da Lua' está envolta do seu personagem. Nesse sentido Kevin Feige faz um bom aproveito de Hawke, pois ele se torna uma âncora para embasar todo medo e tensão da série.


Trilha Sonora

Como disse anteriormente o uso da trilha sonora é assertivo e convidativo para adentrar no universo proposto pela trama, logo de início temos uma encenação perturbadora rolando ao fundo a emblemática "Every Grain Of Sound" do icônico Bob Dylan. Para amantes de boa música isso é um prato cheio e convidativo. O interessante é que a temática da música condiz com a trama mística da série, a letra de Bob, aborda temas religiosos e segundo relatos foi composta após o músico se converter a igreja evangélica. O uso da faixa adianta a superstição e religiosidade do personagem de Hawke.


Outro ponto assertivo vem com a faixa "A Man Without love" de Engelbert Humperdinck, que reflete sobre os momentos de solidão envolvendo Stevie e sua angústia em não conseguir dormir. Quem aparece por aqui também marcando uma das cenas de aventura de Isaac é o clássico do Wham! "Wake Me Up Before You Go Go" que embala uma fuga frenética.


No geral temos um primeiro episódio que agrada e desperta a curiosidade pelos próximos capítulos dessa aventura que pode muito bem se tornar tudo aquilo que Feige disse sobre a série.


 


 

83 visualizações0 comentário