top of page

Seis ótimos discos brasileiros lançados no 1º semestre de 2022; Confira



Chegamos ao meio do ano de 2022. Nesse primeiro semestre foram lançados bons álbuns de música brasileira, sejam de artistas renomados ou novos. O Teoria Cultural através da curadoria do Alexandre Tiago, destaca neste artigo seis ótimos discos que merecem sua audição.


Por tanto, apresentamos obras que representam a diversidade cultural e um grande ecletismo enaltecendo a democracia musical passando pelo Rock, MPB, Samba, Pop e Manguebeat. Deixamos como menções honrosas o magistral 'Sobre Viver' de Criolo, o qual você pode conferir a resenha clicando aqui, e o sublime 'Do Amor Não Vai Sobrar Ninguém' de Paulo Miklos, resenha aqui


Confira a lista abaixo.

 

"Naturezas" de Fagner e Renato Teixeira

Foto: Leonardo Rodrigues / Divulgação

Começando a lista temos uma união de peso na MPB entre o cearense Fagner e o paulista Renato Teixeira, em um disco repleto de versos poéticos que se tornam uma verdadeira ode a natureza e a leveza instantânea convertida em paz de espírito. Um disco altamente cativante e envolvente que traz a singela participação especial do violeiro Almir Sater. Ouça a versão de "Tocando Em Frente" abaixo.



 

'Necropolítica'- Ratos de Porão

Foto: Marcos Hermes / Divulgação

Indo para o Rock temos os veteranos dos Ratos de Porão, banda liderada pelo irreverente e reverenciado João Gordo. 'Necropolítica' traz canções energizadas e pesadas com letras politizadas, impactantes e reflexivas. O bom e velho som dos Ratos invadem 2022 com muita potência, solos de guitarras vibrantes com João Gordo berrando versos raivosos contra o governo atual. Um disco que coloca em destaque a grandiosa força sonora dos Ratos de Porão para o rock brasileiro. Ouça a faixa "Aglomeração" abaixo.


 

Simone- 'Da Gente'

Voltando para a MPB, temos um disco muito bom que foi lançado em março, um mês cheio de lançamentos incríveis que você pode conferir clicando aqui. No novo trabalho Simone abraça o eu lírico e melodias bonitas que através de crônicas revelam as belezas 'Da Gente'. São doze faixas envolventes, cativantes e apaixonantes. Ouça uma prévia do álbum com a linda "Haja Terapia" logo abaixo.


 

'Elza Ao Vivo No Municipal'- Elza Soares


Em 20 de janeiro, o Brasil perdeu a magnífica e saudosa Elza Soares, mas antes de falecer, Elza realizou seu sonho de cantar no Teatro Municipal da cidade de São Paulo. Um show ao vivo com o melhor da MPB, Samba e Pop, Elza Soares apresentou um repertório abrangendo os grandes sucessos de Zé Rodrix, Dona Ivone Lara, Chico Buarque e Mauro Duarte. Com todo seu brilhantismo e voz inconfundível eternizada em nossas lembranças e memórias. Um disco emocionante para 2022.


 

'O Futuro Pertence À... Jovem Guarda' de Erasmo Carlos

Erasmo Carlos (o Tremendão) deu uma repaginada cativante ao trazer sucessos da Jovem Guarda misturados com uma pitada de Rock, MPB e romantismo. Detalhes que trouxeram para atmosfera do trabalho um ar envolvente e sedutor. 'O Futuro Pertence À... Jovem Guarda' coloca em foco o legado cultural do músico que é grandioso e admirável. Ouça "Alguém Na Multidão" abaixo.


 

'Canicule Sauvage' de Otto


Encerrando a lista, temos o pernambucano Otto, um fiel herdeiro do Manguebeat de Chico Science, Nação Zumbi e Mundo Livre S/A. Otto apresentou um disco reflexivo e politizado, canções atuais e que contextualizam com o árduo cenário de 2022. O novo disco aborda uma atmosfera e sonoridade visceral e elétrica trazendo participações inusitadas como Lirinha, Ana Cañas, Tulipa Ruiz e Lavínia Alves. Otto é daqueles artistas que se posicionam sem medo e isso fica bem explicito em 'Canicule Sauvage', um disco eletrizante.


 



568 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page