'Indie Cindy', 'Head Carrier' e 'Beneath the Eyrie', os três últimos memoráveis discos do Pixies.



O Pixies é uma banda que dispensa apresentações. Formada nos EUA, no início da segunda metade dos anos 1980, se tornou uma das mais importantes do cenário alternativo, influenciando bandas como o Nirvana.


A fase clássica formada por Black Francis, Joey Santiago, Kim Deal e Dave Lovering, gravaram verdadeiros clássicos como 'Surfer Rosa' (1988), 'Doolittle' (1989), 'Bossanova' (1990), 'Trompe Le Monde' (1991) e depois se separaram.


No retorno em 2004, o grupo voltou com a criatividade em alta e gravaram grandes discos pós-fase clássica. E esta postagem é exatamente sobre os três últimos trabalhos da banda. Vamos a eles:

 

Indie Cindy (2014)


O primeiro trabalho em 23 anos, primeiro álbum sem a baixista Kim Deal e músicas como "Indie Cindy" e "Bagboy", geram repercussão e elogios da crítica e dos fãs.

 

OUÇA NO SPOTIFY:


 

Head Carrier (2016)



Dois anos depois, é a vez de 'Head Carrier', que segue a linha do trabalho anterior e mostra como a banda tinha se reinventado e rejuvenescido. O primeiro single do disco foi "Um Chagga Lagga".

 

OUÇA NO SPOTIFY:


 

Beneath the Eyrie (2019)



Com a efetivação da baixista Paz Lenchantin, o Pixies lançou o seu álbum mais sólido desde a volta. O destaque fica por conta da faixa "On Graveyard Hill".

 

OUÇA NO SPOTIFY:


 

Se você não conhece os últimos trabalhos dos Pixies, está cometendo um erro. Ouça já!

 

Bruno Jones

Redator

Editor do @paredeeletrica, baixista, SPFC. Um cara simples e de bem com a vida. ''Nothing's gonna change my world''

brj_88@hotmail.com




 

14 visualizações0 comentário