top of page

Thomas Bangalter, do Daft Punk, explica o motivo da separação; entenda

"A última coisa que eu gostaria de ser, no mundo em que vivemos, em 2023, é um robô"

Daft Punk. Crédito: Kevork Djansezian/Getty Images


Thomas Bangalter revelou a sua trajetória após o Daft Punk e explicou as razões que levaram à separação da dupla.


O músico — que fundou a dupla eletrônica francesa com Guy-Manuel de Homem-Christo — disse em uma nova entrevista que desejava se distanciar do som infundido pela tecnologia.



“Daft Punk foi um projeto que confundiu a linha entre realidade e ficção com esses personagens robôs”, disse ele à BBC. “Foi um ponto muito importante para mim e Guy-Manuel não estragar a narrativa enquanto ela estava acontecendo.”


Ele ainda acrescentou: “Eu amo a tecnologia como uma ferramenta [mas] de alguma forma estou apavorado com a natureza do relacionamento entre as máquinas e nós mesmos. Agora que a história terminou, foi interessante revelar parte do processo criativo que é muito humano e não algorítmico de qualquer tipo.”



Bangalter sustenta que uma das razões para a sua nova distância da música, liderada pela eletrônica, foi o surgimento da inteligência artificial e sua crescente influência sobre os meios criativos.


“Minhas preocupações sobre o surgimento da inteligência artificial vão além de seu uso na criação musical”, disse ele, explicando como alguns fãs entenderiam mal as intenções da dupla.


"[Em Daft Punk] tentamos usar essas máquinas para expressar algo extremamente comovente que uma máquina não pode sentir, mas um humano pode. Sempre estivemos do lado da humanidade e não do lado da tecnologia… Por mais que eu ame esse personagem, a última coisa que eu gostaria de ser, no mundo em que vivemos, em 2023, é um robô.”


Após a separação, Bangalter anunciou seu primeiro álbum solo em mais de duas décadas, 'Mythologies' - que foi concebido originalmente como uma partitura de balé e apresentado no Grand Théâtre de Bordeaux em julho passado.


Capa do disco de Thomas Bangalter- Crédito: Press

120 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page