top of page

Roger Waters ataca Bono por posicionamento sobre Israel em entrevista explosiva

“Minha mãe me disse que, diante de problemas difíceis, a primeira coisa a fazer é ler, ler, ler, ler."

Roger Waters e Bono Vox
Foto: Getty Images


Roger Waters, ex-membro da lendária banda Pink Floyd, lançou duras críticas contra Bono, vocalista do U2, em uma recente entrevista à Al Jazeera. Waters expressou descontentamento com as ações de Bono relacionadas ao conflito entre Israel e Hamas, particularmente por uma homenagem feita durante um show na Grande Esfera de Las Vegas, onde vítimas de um ataque no festival de música israelense Supernova em 7 de outubro foram lembradas.


“Minha mãe me disse que, diante de problemas difíceis, a primeira coisa a fazer é ler, ler, ler, ler. Então, a próxima parte é fácil: fazer a coisa certa”, Waters compartilhou com o canal árabe, aludindo à sua formação e percepções pessoais sobre conflitos internacionais (via Clask Magazine).



Waters foi além em suas críticas a Bono, sugerindo uma abordagem física de repreensão: “Qualquer um que conheça Bono deveria ir buscá-lo pelos tornozelos e sacudi-lo… até que ele deixe de ser uma m*rda enorme”. Ele também condenou as opiniões de Bono como “nojentas e degradantes”, principalmente por defender o que Waters chama de “entidade sionista”.


“O que ele fez há algumas semanas no Sphere em Las Vegas, cantando sobre as Estrelas de David, foi uma das coisas mais nojentas que já vi na minha vida”, disse Waters.




Waters é conhecido por suas posições firmes contra Israel, manifestando-se frequentemente sobre o conflito israelense-palestino e enfrentando acusações de antissemitismo, as quais ele nega veementemente. Roger argumenta que sua crítica é direcionada às políticas de Israel, não ao judaísmo como religião, e acusa Israel de utilizar a acusação de antissemitismo para silenciar críticos como ele.

438 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page