top of page

Próximo filme de Woody Allen pode ser o último: “A emoção se foi”

"Não é a mesma coisa. Não é tão agradável para mim"

Woody Allen. CRÉDITO: James Devaney/GC Images

O cineasta Woody Allen conversou com o ator Alac Baldwin através de uma Live pelo Instagram e sugeriu que seu 50º filme, um drama que será filmado em Paris em agosto, pode muito bem ser o último da sua carreira.


“Muita emoção se foi”, disse Allen. “Agora você faz um filme e passa algumas semanas em um cinema, e depois vai para streaming ou pay-per-view. Não é o mesmo. Não é tão agradável para mim.”


Allen também abordou a pandemia da COVID-19 e como uma pausa prolongada na indústria permitiu que ele reavaliasse sua vida e trajetória como cineasta.


“Quando veio a pandemia, eu estava em minha casa, petrificado como todo mundo, escondido debaixo da cama”, disse ele.


Eu pensei: Puxa, eu gosto de ficar debaixo da cama. Eu não tenho que sair e não tenho que fazer um filme e ter frio no inverno e calor no verão e tomar decisões o dia todo.”


Tanto Allen como Baldwin evitaram os assuntos polêmicos em que ambos estão envolvidos durante o bate-papo pelo Instagram.

Baldwin se envolveu em problemas legais depois que ele disparou uma arma carrega no set de gravações do filme 'Rust' no ano passado, matando acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins e ferindo o diretor Joel Souza.


Enquanto isso, Woody Allen foi acusado de abuso sexual por sua filha adotiva Dylan Farrow, que alegou que o diretor a molestou em 1992, quando ela tinha sete anos – acusações que ganharam novo destaque no ano passado com a transmissão do documentário da HBO Allen V. Parir. Allen negou repetidamente as acusações.

 



28 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page