top of page

Oito filmes para assistir no Dia dos Namorados ou em outros momentos

Atualizado: 14 de jun.

Feliz dia dos namorados a todos!

Crédito: Studio Ghibli


No Brasil, o Dia dos Namorados é celebrado em 12 de junho, em homenagem a Santo Antônio, conhecido como o santo casamenteiro. Em contraste, muitos países ao redor do mundo comemoram o Dia de São Valentim em 14 de fevereiro. Independentemente da data, o importante é celebrar o amor em todas as suas formas e manifestações.


O amor é um sentimento universal que transcende barreiras culturais, linguísticas e temporais. Seja um amor jovem ou maduro, entre amigos, familiares ou parceiros, cada forma de amor merece ser celebrada. O Dia dos Namorados é uma oportunidade de expressar carinho e gratidão por aqueles que tornam nossas vidas mais especiais.


Para aqueles que ainda estão solteiros, é fundamental lembrar que o amor pode surgir a qualquer momento. Nunca é tarde para se apaixonar, pois o amor não tem tempo ou origem. É um sentimento fascinante que pode transformar vidas e trazer felicidade. Mesmo que o amor ainda não tenha chegado, é importante acreditar que ele encontrará seu caminho até você.


Neste Dia dos Namorados, celebre o amor em todas as suas formas, afinal, toda forma de amor vale a pena. Expresse seu afeto, planeje uma surpresa ou simplesmente aproveite a companhia de quem você ama. Por isso, o Teoria Cultural, através da curadoria deste redator, traz 8 filmes para assistir no Dia dos Namorados ou em outros momentos românticos em 2024. Eles podem ser assistidos como casal ou mesmo sozinho em algum momento.


Assista sem moderação!


"Amor em Soweto" (2024)


Amor em Soweto” é um filme da África do Sul que é leve, engraçado e emocionante do início ao fim. O enredo gira em torno de três irmãos solteiros que ainda vivem sob o teto de sua mãe, em um bairro de Joanesburgo, a maior cidade do país. Cansada de ver os filhos sem tomar rumo na vida, a mãe dos rapazes propõe um desafio: passaria sua casa para o primeiro que pisar no altar. Inicia-se, então, uma corrida ao altar, com cada um saindo à procura de novos e antigos amores. Contudo, conquistar uma paixão não se revela tão fácil quanto esperam. Essa disputa para ver quem se casará primeiro é o toque divertido da história. No que se refere ao romance, ele é muito bonito e bem elaborado, graças à sua narrativa leve, atuações excelentes e à representação do cinema africano contemporâneo. Seu elenco é composto por nomes como Lunga Shabalala, Motsoaledi Setumo e Ray Neo Buso.


Onde ver: Netflix



"O Sabor da Vida" (2023)


"O Sabor da Vida" é um comovente filme belga e francês que envolve gastronomia e romance. A trama gira em torno de Eugénie, uma cozinheira francesa, e seu patrão Dodin. Eles possuem um relacionamento de mais de 20 anos e, juntos, cozinham pratos elogiados por seus clientes e renomados chefs de cozinha. Quando Dodin percebe que Eugénie está relutante em se casar com ele, decide começar a fazer algo que nunca fez antes: cozinhar para ela. O filme é ambientado em 1885, mas poderia se passar nos dias de hoje, pois traz uma direção sensível, um enredo envolvente, atuações magníficas de Juliette Binoche e Benoît Magimel, e mostra que filmes que abordam culinária podem ter arte e um romance aconchegante.


Onde ver: Prime Video, Google Play


"Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Virtual" (2011)


"Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Virtual" é uma obra-prima do cinema argentino que explora a vida de dois jovens solitários, Mariana e Martín, em meio ao caos urbano de Buenos Aires. O filme mistura comédia romântica e crítica social, refletindo sobre a solidão e a busca por conexões reais em um mundo onde o digital e o real se aproximam e se distanciam de maneiras únicas. A obra é extraordinária, trazendo uma ótima trilha sonora, atuações profundas e histórias únicas. Seu elenco é composto por nomes como Javier Drolas, Carla Peterson e Pilar López de Ayala.


Onde ver: Prime Video


"Eduardo e Mônica" (2022)


"Eduardo e Mônica" é um filme brasileiro inspirado na famosa canção da banda Legião Urbana e do músico Renato Russo. A história segue o romance entre dois jovens de mundos diferentes, mostrando que o amor pode superar todas as barreiras. Com performances cativantes e uma trilha sonora nostálgica, o filme celebra o amor juvenil e verdadeiro. As atuações de Gabriel Leone como Eduardo e Alice Braga como Mônica ao longo do filme são simplesmente espetaculares.


Onde ver: Globoplay


"Sussurros do Coração" (1995)


"Sussurros do Coração" é uma animação japonesa do Studio Ghibli que acompanha Shizuku, uma jovem escritora em busca de seu propósito. Ao conhecer um rapaz misterioso, ela embarca em uma jornada de autodescoberta e crescimento pessoal. O filme é uma celebração da juventude e da busca pela identidade. O filme tem roteiro de Hayao Miyazaki e direção de Yoshifumi Kondo.


Onde ver: Netflix



"Antes do Amanhecer" (1995)


"Antes do Amanhecer" é um filme de origem estadunidense e austríaca. Ele é dirigido por Richard Linklater que narra o encontro casual entre Jesse e Céline em um trem para Viena, capital da Áustria. Passando uma noite juntos na cidade, eles discutem a vida, o amor e o futuro, criando uma conexão profunda e inesquecível. O longa teve mais duas continuações que foram "Antes do Pôr do Sol" em 2004 e "Antes da Meia-Noite" em 2013. E em todas elas há atuações excelentes de Ethan Hawke e Julie Delpy. Mas os maiores elogios ficam com o primeiro filme que merece ser assistido e compartilhado à exaustão.


Onde ver: Max


"Um Lugar Chamado Notting Hill" (1999)


"Um Lugar Chamado Notting Hill" é um clássico filme britânico onde um simples dono de livraria, interpretado por Hugh Grant, se apaixona por uma estrela de cinema, vivida por Julia Roberts. Ambientado no charmoso bairro de Notting Hill, o filme é uma ode ao amor inesperado e às surpresas da vida. A quimíca entre Julia Roberts e Hugh Grant é um dos grandes acertos desse longa que é atemporal e inesquecível.


Onde ver: Star+


"O Sol de Amalfi" (2022)



"O Sol de Amalfi" é um filme italiano que segue um casal em busca de reavivar seu amor durante uma viagem à deslumbrante Costa Amalfitana. Com cenários paradisíacos e uma narrativa envolvente, o filme explora temas de amor, perda e redenção. Destaque vai para as atuações de Lorenzo Zurzolo como um jovem cego e para Ludovica Martino que faz uma atuação muito bonita como par romântico de Lorenzo. Ele é a continuação do filme de 2020 "O Sol de Riccione", mas, ele pode ser visto tanto depois ou antes desse filme.


Onde ver: Netflix



95 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page