top of page

No Festival de Gramado 2023, "Mussum: O Filmis" é o grande vencedor do evento

A produção conquistou um total de seis prêmios.

Imagem: Edison Vara/Agência Pressphoto / divulgação


No último sábado (19), a 51ª edição do Festival de Gramado conferiu ao filme biográfico "Mussum: O Filmis" o prestigioso prêmio de Melhor Filme, o cobiçado Kikito. A produção conquistou um total de seis prêmios, incluindo a categoria de Melhor Ator para Aílton Graça e o título de Melhor Filme eleito pelo Júri Popular.


Sob a direção de Silvio Guindane, a película retrata a trajetória de Antônio Carlos Bernardes, mais conhecido como Mussum. O filme narra a história não apenas de um dos humoristas mais renomados, mas também de um destacado sambista do Brasil, cujo legado ultrapassou a esfera do personagem que deixou sua marca na televisão.



Ao longo deste ano, a atenção foi voltada para três produções em destaque. Além de "Mussum: O Filmis", merecem destaque o drama "Tia Virgínia", protagonizado por Vera Holtz, e "Mais Pesado é o Céu". Enquanto a primeira obra encerrou a cerimônia com cinco troféus Kikito, incluindo o prêmio de Melhor Atriz, o segundo proporcionou a Petrus Cariry o reconhecimento de Melhor Diretor, somando-se a outros três prêmios conquistados pelo filme.


A seleção dos premiados foi realizada por um corpo de jurados composto por profissionais renomados do meio cinematográfico. Este júri incluiu a roteirista Elena Soarez, a especialista em pós-produção de som Catarina Apolonio, o diretor Cristiano Burlan, o ator Fabrício Boliveira e a atriz Letícia Colin. Suas avaliações resultaram na escolha dos vencedores desta 51ª edição do Festival de Gramado.



Ao receber o prêmio Kikito de Melhor Filme, o diretor Silvio Guindane destacou a importância de seu filme ao abordar a figura de um homem negro de maneira autêntica e livre de estereótipos. Ele enfatizou que, embora a educação por si só não transforme a sociedade, ela é essencial para qualquer mudança efetiva. Guindane ressaltou que o filme retrata Mussum não somente como um comediante talentoso, mas como um pai exemplar, um filho dedicado e um indivíduo com um grande coração, figurativamente e literalmente. A intenção da produção foi quebrar quaisquer estereótipos associados à identidade racial e celebrar a complexidade do personagem.


Confira a lista completa dos vencedores:


MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS DE FICÇÃO

  • Melhor Filme: Mussum, O Filmis

  • Melhor Direção: Petrus Cariry (Mais Pesado é o Céu)

  • Melhor Ator: Aílton Graça (Mussum, O Filmis)

  • Melhor Atriz: Vera Holtz (Tia Virgínia)

  • Melhor Atriz Coadjuvante: Neusa Borges (Mussum, O Filmis)

  • Melhor Ator Coadjuvante: Yuri Marçal (Mussum, O Filmis)

  • Melhor Roteiro: Fábio Meira (Tia Virgínia)

  • Melhor Fotografia: Petrus Cariry (Mais Pesado é o Céu)

  • Melhor Montagem: Firmino Holanda e Petrus Cariry (Mais Pesado é o Céu)

  • Melhor Trilha Musical: Max de Castro (Mussum, O Filmis)

  • Melhor Direção de Arte: Ana Mara Abreu (Tia Virgínia)

  • Melhor Desenho de Som: Rubem Valdés (Tia Virgínia)

  • Prêmio especial do júri: Ana Luiza Rios (Mais Pesado é o Céu)

  • Menção Honrosa: Vera Valdez (Tia Virgínia)

  • Menção Honrosa: Martin Macias Trujillo (Mussum, O Filmis)

  • Júri da Crítica: Tia Vírginia

  • Júri Popular: Mussum, O Filmis

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS DE DOCUMENTÁRIO

  • Melhor Filme: Anhangabaú

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS GAÚCHOS

  • Melhor Filme: Hamlet

  • Melhor Direção: Zeca Brito (Hamlet)

  • Melhor Ator: Fredericco Restori (Hamlet)

  • Melhor Atriz: Carol Martins (O Acidente)

  • Melhor Roteiro: Marcelo Ilha Bordin e Bruno Carboni (O Acidente)

  • Melhor Fotografia: Bruno Polidoro, Joba Migliorin, Lívia Pasqual e Zeca Brito (Hamlet)

  • Melhor Direção de arte: Richard Tavares (O Acidente)

  • Melhor Montagem: Jardel Machado Hermes (Hamlet)

  • Melhor Desenho de Som: Kiko Ferraz, Ricardo Costa e Cristian Vaz (Céu Aberto)

  • Melhor Trilha Musical: Rita Zart e Bruno Mad (Céu Aberto)

  • Júri Popular: Sobreviventes do Pampa

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS

  • Melhor Filme: Remendo

  • Melhor Filme pelo Júri Popular: Ela Mora Logo Ali

  • Melhor Direção: Mariana Jaspe (Deixa)

  • Melhor Roteiro: Fabiano Barros e Rafael Rogante (Ela Mora Logo Ali)

  • Melhor Atriz: Agrael de Jesus (Ela Mora Logo Ali)

  • Melhor Ator: Phillipe Coutinho (Sabão Líquido)

  • Prêmio Especial do Júri: Mãri-Hi - A Árvore do Sonho

  • Menção Honrosa: Cama Vazia

  • Melhor Curta Júri da Crítica: Camaco

  • Melhor Desenho de Som: Kiko Ferraz (Sabão Líquido)

  • Melhor Trilha Musical: Mano Teko e Aquahertz (Yãmî-Pá)

  • Melhor Direção de Arte: Felipe Spooka e Jacksciene Guedes (Casa de Bonecas)

  • Melhor Montagem: Luiza Garcia (Camaco)

  • Melhor Fotografia: Morzanel Iramari (Mãri-Hi - A árvore do Sonho)

  • Prêmio Canal Brasil: Yãmî-Pá

17 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page