top of page

Little Wing é belo e tocante seja no bater das asas dos pássaros, seja nas questões que consegue abordar

O filme tem até um jeito de Sessão da Tarde, mas se encaixa muito bem para um domingo entre família

Crédito: Paramount+


A amizade sempre foi retratada no Cinema de diversas formas. Um tema que geralmente cai no gosto do espectador. Para quem assiste ao filme, ficam várias lembranças, um gosto de nostalgia, embora amargo, daquele amigo que perdemos ou então, que por algum fato, nunca mais encontramos pela vida. Também nos alerta como é importante valorizar ainda mais os amigos que mantemos ao nosso lado, seja em momentos alegres, seja em momentos ruins.

 

Um pouco de Little Wing (2024) aposta na amizade para tecer sua narrativa até em certa parte original (não é sempre que corrida de pombos puxa um filme, convenhamos). Entretanto, essa é uma produção que também acaba embutindo outras temáticas que funcionam em conjunto: fragilidade da vida, despertar da sexualidade, família, amadurecimento, a questão do divórcio para os filhos, a relação homem x animal.

 

O filme conta com a direção de Dean Israelite (Projeto Almanaque, 2015). John Gatis (Gigantes de Aço, 2011) assumiu o roteiro. A produção foi inspirada por um artigo de Susan Orlean sobre os hábitos, características e costumes dos pombos de corrida (ela também ajudou na composição do roteiro).

 

Kaitlyn (Brooklynn Prince) passa por alguns momentos conturbados em sua vida. Ela não quer que sua mãe divorciada venda a casa da família. Não tem uma convivência tão amigável com seu irmão Matt (Simon Khan) que, por sua vez, prefere ficar calado e aceitar tudo. Sem muita amizade na escola, sente dificuldades até para dizer quem é sua inspiração de vida numa simples tarefa escolar.

 

A garota encontra no amigo Adam (Che Tafari) uma espécie de confidente, sobretudo durante as saídas da escola. Os diálogos entre a dupla são geniais, acabam colaborando para que sigamos adiante no filme pela simpatia e companheirismo de ambos. Um espírito juvenil presente, mas ao mesmo tempo apontando para duas pessoas em fase de crescimento e de constantes mudanças.

 


Ao ganhar dois pombos de presente, Kaitlyn e Adam passam a conviver mais com as características e estudos sobre esses animais. Mas quando Kaitlyn descobre que um pássaro raro pertencente a Jaan Vari (Brian Cox) custa mais de 100.000 dólares, ela decide roubar o animal para poder saldar as dívidas da casa.

Crédito: Paramount+

A partir dessa ação, o filme vai tomando seu rumo descontraído, poético e atrativo entre tons dramáticos sutis ou mesmo divertidos (como o plano dos 2 amigos para capturar o pombo e as conversas entre eles).

 

Mudanças de comportamento e situações que envolvem amadurecimento e tomada de decisões ditam a tônica do filme. Algumas revelações sobre determinados personagens pegarão o espectador de surpresa.

 

A película também pesa em sua parte musical. Importante como a película abraça a música em muitas cenas cruciais. Kaitlyn está vivenciando uma transformação (física e psicológica) e faz do seu quarto um lugar para pensar sobre os fatos de sua vida e as decisões que precisa tomar.

 

Siouxsie and the Banshees (‘Spellbound’) e Le Tigre (‘Deceptacon’) estão na trilha do filme. São bandas que ajudam a garota a viver seus momentos de solidão ou mesmo de inquietude perante a iminência da venda da casa. Detalhe para a riqueza de adesivos e posters de bandas no quarto de Kaitlyn (muitos espectadores lembrarão dessa época da adolescência, certamente).

 

Em outro momento importante, ela cita Kathleen Hanna, vocalista da icônica banda punk 90’s Bikini Kill, para desabafar em sala de aula (em outra cena memorável).


Créditos: Alysson Riggs/Paramount+

Também é preciso destacar os belos cenários e a fotografia de algumas cenas que variam entre locações suburbanas e bucólicas. Uma cena, perto do final do filme e que envolve uma revoada dos pássaros, é uma das mais bonitas de 2024 do Cinema e fará com que você até pause o filme para contemplá-la melhor. 

 

Little Wing, apesar de trazer um tema diferente como os pombos de corridas (onde muitos podem virar a cara), consegue equilibrar as temáticas com as quais pretende trabalhar (já citadas no início desse texto). Sim, o filme tem até um jeito de Sessão da Tarde, mas se encaixa muito bem para um domingo entre família. Na soma final, belo e sensível. E por que não, doce? Mesmo quando um dos personagens diz: ‘estamos morrendo todos os dias’.

 

Observação: não confundir com outro filme finlandês de mesmo nome, porém de 2016.

 

 Little Wing


Ano: 2024

Gênero: Comédia, Drama

Direção: Dean Israelite

Roteiro:  John Gatis

Elenco: Brooklynn Prince, Brian Cox, Che Tafari, Simon Khan

País: Estados Unidos

Duração: 1h 39 min


 

NOTA DO CRÍTICO: 7,5

 

Trailer:


 


12 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page