top of page

T4F pode pagar multa milionária após investigação do Procon; saiba mais

Em caso de constatação de infrações, a T4F poderá ser penalizada com uma multa de até R$ 13 milhões.

TaylorSwift
Foto: Stephanie Rodrigues/g1


No último domingo (19), o Procon-RJ iniciou uma investigação contra a Time for Fun (T4F). De acordo com um comunicado, o procedimento visa apurar possíveis violações aos direitos de segurança e saúde durante o primeiro show da "The Eras Tour" de Taylor Swift, realizado no Rio de Janeiro na última sexta-feira (17). Durante o evento, uma fã de 23 anos faleceu devido a uma parada cardiorrespiratória, enquanto mil outros espectadores desmaiaram.


O órgão examinará se houve irregularidades, como relatado pelos presentes, relacionadas à distribuição de água e ao atendimento médico. Em caso de constatação de infrações, a T4F poderá ser penalizada com uma multa de até R$ 13 milhões. A análise do caso foi determinada pelo governador do estado, Cláudio Castro, conforme informado pelo Uol.



Veja o comunicado do Procon -RJ


"Por ordem do Governador Cláudio Castro, o Procon-RJ iniciou uma investigação para apurar possíveis violações aos direitos dos consumidores no que se refere à segurança e à saúde dos fãs que participaram do espetáculo da cantora Taylor Swift na última sexta-feira (17/11), onde ocorreu o falecimento de uma jovem.


No dia seguinte ao evento, no sábado (18/11), a autarquia já havia notificado a empresa organizadora, que prontamente respondeu às perguntas do Procon-RJ. Neste momento, todo o material está em processo de análise pelos analistas e advogados do Procon-RJ, especialistas em Direito do Consumidor, e será elaborado um relatório pelo setor de fiscalização.


Caso sejam identificadas irregularidades, a empresa poderá ser passível de uma multa de até R$ 13 milhões, e o procedimento poderá ser encaminhado ao Ministério Público se houver indícios de crime contra o consumidor."



Adiamento e novas regras


No domingo, a T4F anunciou o adiamento em uma hora do início dos shows de Taylor Swift no Rio e divulgou as diretrizes para reembolso daqueles que não puderem comparecer ao evento remarcado, programado para esta segunda-feira (20).


Em um comunicado, a produtora destacou um plano de ação especial implementado, especialmente enfatizando a disponibilização gratuita de água nas filas, acessos e dentro do estádio durante o show de domingo.


Durante o evento, novos pontos de distribuição gratuita de água foram adicionados, e foi permitida a entrada no estádio com copos de água lacrados e alimentos industrializados também lacrados, sem limitação por pessoa. Garrafas plásticas flexíveis também estão autorizadas, mas materiais como metal, alumínio e garrafas térmicas são proibidos.


A T4F esclareceu que a proibição de garrafas de água nos estádios atende a requisitos de órgãos públicos e que a permissão para garrafas plásticas flexíveis foi implementada em 18 de novembro de 2023.



A produtora também salientou que não é responsável pela venda de bebidas e alimentos, sendo essa responsabilidade da administração do estádio. O contingente de serviços foi reforçado para o evento, com cerca de 200 colaboradores extras somando-se aos 1.230 profissionais que já estão trabalhando, incluindo seguranças, brigadistas e orientadores de público. Além disso, a infraestrutura médica foi ampliada, totalizando 8 postos médicos, 8 ambulâncias e 8 UTIs móveis.

24 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page