Superclima82 Canta Sobre Respeitar o Amor, Seja o Amor, como ele For, Em Seu Primeiro Álbum Solo



O Superclima82 mergulha nas vertentes do Grunge, Indie Rock e flerta poeticamente com a MPB, criando uma atmosfera psicodélica envolvente em seu primeiro álbum solo de canções autorais. Quem assina esse lindo projeto é o músico carioca Carlos Rafael Clima, que já vem de longa data no mundo da música. Carlos é um grande fã e admirador de quadrinhos e HQs e, isso reflete em suas composições. Além disso, leciona música para criançada através do projeto 'Vamos Violão'. E toda essa magia transborda em seu trabalho de composição. O disco abre essas lacunas sobre a vida e as coisas boas que nos cercam, pouca gente fala desses sentimentos com tamanha gratidão, assim como Carlos disserta em suas letras e canta positivamente. São canções que fazem bem, palavras que jogam um balde de tinta nos dias mais cinzentos e nebulosos.


Depois de um período de redescobertas e viagens dentro do seu próprio eu, o músico revisitou uma série de anotações que permaneciam ali engavetadas esperando um momento certo e oportuno de ganhar vida na voz do projeto Superclima82 (e não poderia ser em ocasião melhor do que esta). Entre agosto de 2020 e agosto de 2021, Carlos selecionou onze canções para finalizar seu primeiro disco que leva o nome do projeto. Um detalhe! Ele fez tudo sozinho e de forma independente. Carlos é mais um entre vários que desafiam as adversidades e provam que é possível fazer música boa e de qualidade em um cenário onde estereótipos midiáticos dominam. Isso me lembra Juvenil Silva vendendo seus discos offline no Instagram e desafiando o sistema (um baita músico), Fernando Mascarenhas com seu Rock setentista no melhor estilo Beach Boys, dissolvendo as distâncias através do seu disco 'Dizperto' e tantos outros. Um movimento que cresce a cada instante e sou grato por acompanhar isso tudo de longe, mas ao mesmo tempo perto.

Em mundo onde monstros estão libertos dos seus armários, espalhando ódio, desamor, preconceitos e misoginia, canções como as de Carlos Clima, se tornam um alento para enfrentar tudo isso e ressaltar o valor da nossa cultura.

O disco navega por uma ambientação e atmosfera repleta de guitarras e ritmos latejantes que trafegam brilhantemente pelo Grunge ao eu lírico da MPB. "Milímetro Perdido" faixa que abre o disco já deixa isso bem claro ao ouvinte, com seu ritmo exaltante explora as vertentes do Grunge do Nirvana. A letra aborda temas existencialistas sobre a evolução humana. Carlos navega na contramão das composições convencionais e acerta ao quebrar ritmos e acrescentar elementos a sua sonoridade. E ele faz isso muito bem em "Sensatez" com sua mistura instigante entre o Indie Rock e a Bossa Nova. Uma canção vanguardista que fala sobre superações e como é importante compreender a própria existência. É possível sentir um gosto de filmes de ficção científica no clima.


Um álbum marcado pelo alto-astral e repleto de boas energias. Carlos consegue equilibrar muito bem suas influências e inspirações em canções que falam de amor, abundância e prosperidade. Ouça a faixa "Buraco de Minhoca" com sua boa dose de MPB, fazendo referência ao personagem do Chapolin Colorado, uma música que fala através de metáforas sobre encontrar nossa essência, pois o amor sempre vai ser amor em qualquer lugar. "Bambolê" é outra canção muito bonita, uma mistura de MPB com Indie Rock, com ótimos acordes e solos de guitarras. A canção cria clima atmosférico convidativo. Ouça!

Artista: Carlos Rafael Clima

Álbum: Superclima82

Lançamento: 13 de outubro de 2021

Gênero: Rock Alternativo, Grunge, MPB e Bossa nova

Ouça: "Milímetro Perdido", "Sensatez" e "Bambolê"








 

Ouça o disco aqui embaixo






















 

Veja o vídeo da canção "Sensatez" aqui


 

Marcello Almeida

É editor e criador do Teoria Cultura.

Pai da Gabriela, Técnico em Radiologia, flamenguista, amante de filmes de terror; adora bandas como: Radiohead, Teenage Fanclub e Jesus And Mary Chain. Nas horas vagas, gosta de divagar história sobre música, cinema e literatura.

marce.almeidasilvaa@gmail.com


19 visualizações0 comentário