top of page

Snoop Dogg é acusado de abuso sexual e diz estar sendo vítima de chantagens

Atualizado: 30 de ago. de 2022



O rapper Snoop Dogg está sendo acusado de agressão sexual por uma mulher que diz ter trabalhado com o músico como dançarina no ano de 2013.


De acordo com a queixa prestada pela mulher, o crime teria ocorrido em maio de 2013, durante um show de Snoop Dogg no Club Heat Ultra Lounge em Anaheim, Califórnia.


Conforme o processo, obtido pela Rolling Stone, a mulher alega que foi agredida em ataques consecutivos depois de aceitar uma carona para casa de um amigo do rapper, Bishop Don Juan – cujo nome verdadeiro é Donald Campbell – e acabou em sua residência contra a vontade. Ela afirma que Campbell a agrediu enquanto estava lá forçando ela a praticar sexo oral com ele. Após o ocorrido Bishop disse para moça que apresentaria ela para Snoop Dogg para conseguir um emprego.



E exigiu que ela o acompanhasse a um estúdio de gravação onde Snoop Dogg estava supostamente filmando sua série de TV, Snoop Dogg's Double G News Network. A moça ainda alega que Bishop disse a ela que Snoop a queria lá e poderia conseguir um emprego na TV pra ela, diante dos fatos ela teria obedecido na esperança de avançar em sua carreira.

Segundo a denúncia, ela sentiu-se mal e estava usando um banheiro no estúdio quando Snoop Dogg entrou inesperadamente, fechou a porta, agarrou seu ombro e a forçou praticar sexo oral.

O músico alega que está sendo vítima de chantagens, um dos representantes do rapper rebateu a alegação da mulher, dizendo que ela teria pedido US$ 10 milhões, equivalente a R$ 52,4 milhões, para não levar o caso para as mídias.


Sem falar sobre o caso, o músico fez um post em suas redes sociais com a seguinte frase: "Esta aberta a temporada das garimpeiras"



rebatendo a postagem de Snoop Dog, o advogado da suposta vítima registrou uma queixa alegando que a postagem do músico no Instagram era "obviamente ameaçadora".


Snoop Dogg está programado para se apresentar ao lado de Dr . Dre, Eminem, Mary J. Blige e Kendrick Lamar no show do intervalo do Super Bowl neste fim de semana (13 de fevereiro). Uma fonte que representa Broadus Jr. teria dito ao TMZ que a acusadora entrou com o processo intencionalmente para coincidir com o evento.

 

Sobre Marcello Almeida

É editor e criador do Teoria Cultural.

Pai da Gabriela, Técnico em Radiologia, flamenguista, amante de filmes de terror. Adora bandas como: Radiohead, Teenage Fanclub e Jesus And Mary Chain. Nas horas vagas, gosta de divagar histórias sobre: música, cinema e literatura, e curtir as aventuras do cão Dylan. marce.almeidasilvaa@gmail.com



 

19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page