Segundo álbum do projeto LNZNDRF chega inspirado exaltando a criatividade dos integrantes

Atualizado: 17 de dez. de 2021



Considerado como um supergrupo, o LNZNDRF tem em sua formação músicos bem experientes como Ben Lanz (Beirut) e os irmãos Scott e Bryan Devendorf (The National). O projeto também conta com a colaboração de Aaron Arntz que participou em trabalhos musicais de Beirut e Grizzly Bear.


O grupo chega ao segundo disco e vai ganhando reconhecimento, mesmo que o projeto tenha surgido sem muito estardalhaço e numa sessão improvisada entre os integrantes. O álbum homônimo de estreia foi lançado em 2016, possui 8 canções e foi gravado dentro de uma igreja em Cincinnati.


O mais interessante é que o LNZNDRF assume uma postura sonora longe de imitar suas bandas de origem. Claro, a bateria vertiginosa e peculiar do exímio Bryan Devendorf está presente por todos os lados ('Brace Yourself' e 'Chicxulub') e até nos faz pensar no The National, porém o flerte dos integrantes com experimentalismos, gêneros variados e a vontade de improvisar, nos coloca diante de uma musicalidade praticamente nova apesar de toda uma reciclagem do que ouvimos em vida.

Estamos diante de um grupo que sempre pode surpreender a cada trabalho por não permanecer apenas numa característica única e imutável.

'II', também constituído de 8 canções, revela não só a maturidade dos músicos, bem como a qualidade instrumental. A abertura do disco com “The Xeric Steppe” se inicia tímida para depois virar um bloco maciço que reúne guitarra e sintetizadores, como ouvíssemos algo próximo do Post-Rock (típico do Mogwai, por exemplo). Com quase 8 minutos de duração, a música torna-se uma viagem da qual o ouvinte não sente vontade de sair. “Brace Yourself” convence com sua percussão contagiante e, através de um refrão grudento, aposta no coro de vozes entre os integrantes do grupo.


You Still Rip” pega carona no Pós-punk e é uma das melhores do disco, com sua pegada enérgica. “Cascade” tem andamento desacelerado (de propósito) e através de um mantra que cita o trecho ‘falling down’ insistentemente, parece que realmente empurra o ouvinte numa hipnose ou numa queda lenta, contudo nada desastrosa. Em “Gaskiers”, a banda se dá ao luxo de fazer inserções eletrônicas e revela ter sofrido muita influência do Kraut-Rock, enquanto “Stowaway” com mais de 6 minutos apresenta clima 70’s e vai ganhando peso em meio a um cenário Psicodélico.


Projeto musical? Supergrupo? Não importa como o LNZNDRF ficou conhecido. Importante é ter músicos inquietos que provam uma paixão fervente pela música, seja dentro de suas bandas, seja em momentos fora dela. O segundo disco prova que podemos esperar por surpresas agradáveis no futuro, a julgar por essa turma experiente e ousada.

 

Ficha Técnica:

LNZNDRF 'II'

Data de Lançamento: janeiro de 2021

Gênero: Indie Rock, Pós-Punk e Rock Alternativo

Ouça: "Brace Yourself", "You Still Rip" e "Stowaway"

Pra quem gosta de: The National e Beirut


 

Ouça no Spotify:


 

Veja o vídeo oficial de 'You Still Rip':


 

Sobre Eduardo Salvalaio

Um cara da área Civil mas que nos momentos de folga tem um tempo para a escrita. Fã da arte de um modo geral, acha que com ela podemos tirar um pouco os dissabores da vida. Livros, discos, filmes, jogos: um arsenal do qual não abre mão.

tafersal@gmail.com

 

Texto originalmente publicado no site Hybrido.com

14 visualizações0 comentário