top of page

Roger Waters responde comentários de Annie Lennox em relação à guerra em Gaza

Ele usou o Instagram para publicar um texto em apoio aos palestinos e também fez um pedido a Lennox, que, até o momento, não se manifestou.

Roger Waters
Imagem: Reprodução.


Annie Lennox tem se expressado constantemente nas redes sociais sobre o conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas. Quase diariamente, a cantora do Eurythmics compartilha vídeos, campanhas e depoimentos relacionados à guerra, além de expressar sua própria perspectiva. Essa atitude chamou a atenção de Roger Waters.


Em uma postagem específica no Instagram, a artista revelou sentir profunda tristeza por todos aqueles diretamente impactados por essa situação angustiante. Ela observou que ambas as partes têm cometido erros, e enfatizou que parece haver falta de esforços na busca por uma solução viável que beneficie a todos. Em outra publicação, ela condenou veementemente a perda de vidas inocentes em Israel, assim como a extensa destruição em Gaza.



Entretanto, Waters não ficou nada satisfeito com o posicionamento adotado pela artista, considerando uma atitude um tanto indecisa de sua colega de profissão, e resolveu cobrá-la publicamente. Ele usou o Instagram para publicar um texto em apoio aos palestinos e também fez um pedido a Lennox, que, até o momento, não deu uma resposta à mensagem.


"Querida Annie Lennox, reconheço que você tem boas intenções, mas peço que abandone a ideia de apelar para ambos os lados. Não há uma verdadeira equivalência aqui; temos os palestinos, que sofrem opressão, e o governo israelense, que é o opressor. Esse opressor tem perpetrado a repressão por setenta e cinco anos. Junte-se à voz global das pessoas, aos protestos em todo o mundo, e inste os líderes israelenses a encerrarem o genocídio imediatamente, sem justificativas."


Roger Waters está atualmente no Brasil para apresentações da turnê "This is Not a Drill" e, no final de outubro, concedeu uma entrevista ao jornalista Leandro Demori na TV Brasil.


Quando discutiu as ações políticas de artistas em geral, o músico, conhecido por seu apoio contínuo à causa palestina ao longo dos anos, fez críticas contundentes ao governo de Israel.



Roger Waters, de forma emocionada, apelou pelo fim do conflito na Faixa de Gaza. Ele se referiu aos ataques aéreos e ao cerco conduzidos pelas forças armadas israelenses, em resposta a um ataque terrorista do Hamas que resultou em mortes e sequestros.


O músico também fez críticas direcionadas aos Estados Unidos e países europeus por seu apoio a Israel de diversas maneiras. Em suas palavras: "Portanto, é de extrema importância resistir e dizer 'basta de genocídio', especificamente em Gaza! Parem com o genocídio! Estou quase emocionado aqui, sentado neste estúdio de TV. Meu coração não está em Brasília, está lá. Não é possível aceitar o que está ocorrendo, o que estão fazendo, as ações do governo israelense, e isso com a permissão dos Estados Unidos, Reino Unido, França e a maior parte da Europa."


Embora tenha expressado críticas contundentes em relação aos governos, Waters enfatizou em sua declaração que acredita que o conflito não reflete a vontade do povo, seja em Israel ou em outras nações. Além disso, ele elogiou as manifestações de apoio à causa palestina.

37 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page