top of page

Ringo Starr sobre a faixa final dos Beatles, produzida por IA: "já deveríamos ter feito isso logo"

Essa canção foi mencionada pela primeira vez por Sir Paul McCartney no início deste ano.

CRÉDITO: Arquivo Universal/Grupo de Imagens Universais via Getty Images


Ringo Starr deu uma atualização sobre a última música dos Beatles, que foi criada com o auxílio da inteligência artificial, expressando que "deveria ter sido lançada" há algum tempo.


Essa canção foi mencionada pela primeira vez por Sir Paul McCartney no início deste ano, quando ele revelou em uma entrevista que os Beatles planejavam lançar uma música "final" em 2023.



Conforme afirmou o músico, ele utilizou a tecnologia de inteligência artificial para trabalhar na música, permitindo-lhe separar gravações demo dos falecidos membros John Lennon e George Harrison e integrá-las com novas gravações de si mesmo e de Ringo Starr. Dessa forma, foi possível criar uma música, mais de quatro décadas após o falecimento de Lennon.


Agora, durante uma entrevista recente à AP News, Ringo Starr esclareceu a data de lançamento da aguardada faixa, explicando que, na sua visão, a música deveria ter sido disponibilizada anteriormente.


"Os rumores sugeriam que acabamos de criar algo. Como se tivéssemos essa possibilidade de qualquer forma... Esta é a última música em que você terá os quatro Beatles na composição. John, Paul, George e Ringo."

Quando questionado sobre a data de lançamento da música ou o título, ele respondeu: "Deveria ter sido lançado há algum tempo."


Esta não marca a primeira vez que Starr discute a música. No começo deste verão, o baterista esclareceu que os fãs não precisam se preocupar com a música sendo dominada pela inteligência artificial. Ele revelou que o resultado final é uma melodia "maravilhosa".






18 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page