top of page

Richard Hawley fala sobre o cenário atual do rock: "Música de classe média"

O novo disco do músico chega em 31 de maio, nas plataformas de streaming.

Richard Hawley, 2024. Crédito: Dean Chalkley


O guitarrista e produtor inglês, Richard Willis Hawley, conhecido por sua contribuição marcante no movimento britpop como membro da banda Longpigs nos anos 1990, está pronto para lançar seu próximo álbum de estúdio. Intitulado "Standing At The Sky’s Edge", o novo trabalho está agendado para chegar às plataformas em 31 de maio de 2024.


Entretanto, a empolgação pelo lançamento é contrabalançada por uma observação sombria feita pelo artista. Em uma recente entrevista ao NME, Hawley compartilhou suas preocupações sobre o estado atual do rock, descrevendo-o como "de classe média agora". Essa reflexão surge em meio a um contexto de incertezas e desafios enfrentados por muitos artistas e espaços culturais populares.



A entrevista, conduzida após o lançamento do single "Prism In Jeans", que foi acompanhado por um videoclipe filmado no centro da cidade de Sheffield, revelou um diálogo franco sobre os impactos da crise econômica e suas ramificações na indústria musical. Hawley expressou um receio real em relação aos custos da crise, destacando as dificuldades enfrentadas por muitos artistas e locais de apresentação.


"A popularização do rock'n'roll entre a classe média é algo que me incomoda. Estou preocupado com o futuro dos locais de música menores, pois correm o risco de perderem sua autenticidade para bandas comerciais como Tarquin & The Quentoids, em vez de artistas genuínos como Dave, Linda e Barry", expressou. "Eu mesmo já passei por tempos difíceis e sei o que é lutar para sobreviver. Essa experiência ficou marcada em mim durante uma década, dos 16 aos 26 anos, e não posso ignorar essa realidade."





52 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page