Ouça! 'Fun House', o novo disco da guitarrista Meg Duffy e seu projeto Hand Habits.

Atualizado: 30 de jan.


Meg Duffy iniciou sua jornada no mundo da música atuando como guitarrista de apoio para músicos como Kevin Morby e nesse meio tempo, ela foi desenvolvendo suas composições caseiras adicionando elementos criativos, como uma espécie de empreendimento solo que serviu de canal para composição do projeto Hand Habits. Assim feito, Angel Osen e Adrianne Lenker e outras, Duffy conquistou seu espaço adicionando sons distintos a sua música e com isso ela adotou seu jeito e fórmula de compor canções melódicas e notáveis.


Prova dessa evolução sonora veio com o terceiro disco do Hand Habits, ‘Fun House’ de 2021, sucessor do elogiado e sensível ‘Placeholder’ de 2019. O novo trabalho é repleto de camadas experimentalistas, canções muito bem mais trabalhadas. Ela adiciona de maneira estimável os sintetizadores, cordas e ritmos dançantes mais protuberantes-sem perder o brilho, a qualidade e principalmente a sensibilidade sonhadora e reflexiva de suas músicas.


Esses desenvolvimentos sonoros podem ficar bem explícitos na faixa de abertura “More Than Love” que caberia perfeitamente em um disco do The War On Drugs, uma melodia nostálgica que cresce equilibradamente através dos sons ritmados dos sintetizadores, a voz bucólica de Duffy enaltece a beleza sinfônica até se concluir com solos de guitarras profundos e totalmente envolventes. São melodias que desencadeiam inúmeros sentimentos nesses tempos áridos e difíceis. Um outro bom exemplo da sua grandeza criativa fica por conta da faixa seguinte, a envolvente e divertida “Aquamarine” e sua ambientação minimalista embasada por sons eletrônicos e experimentais, que por hora passam a sensação de uma mistura oriental, experimentações que funcionam muito bem. Muito dessa sonoridade repleta de nuances pode ter vindo da escolha de trazer a musicista de Dream-Pop Sasami Ashworth como produtora, o que parece ter feito uma “bagunça organizada” na construção de cada canção.

Fun House é daqueles disco onde é possível perceber a divertida ambientação por trás da produção e composição de cada canção. Duffy parece se divertir ao explorar cada elemento e sonoridade dentro do álbum. Isso torna a audição muito mais convidativa e agradável.

Just to Hear You” que traz a colaboração de Perfume Genius e “No Difference” estão mais voltadas para um Indie Rock com pitadas de Folk, cuja as harmonias de Pop ensolarado são alegremente amparadas por notas de violões, trazendo aquele sabor agridoce nostálgico. Vale dizer também que o som do Hand Habits lembra muito a atmosfera deliciosa das canções do Big Thielf misturadas com a já citada Angel Olsen.


Suas letras existencialistas, abordam amarguras, anseios e incertezas que conversam com a solidão de dias insólitos. Ela passa a noite sozinha / Você encontra seu próprio caminho de volta para casa / Você está tão desassociado”, canta ela na faixa “Concrete & Feathers” uma canção que se aproxima mais do Folk Rock de Neil Young, com suas guitarras ganchosas e nervosas que logo encontra a sombra no Folk experimentalista “The Answer” onde a voz de Meg soa feito murmúrios que cativam o ouvinte, são camadas orquestrais repletas de nuances totalmente envolvente e convidativas.


Fun House’ é um álbum bonito, coeso e melódico. Meg resgata sua sonoridade de trabalhos anteriores e adiciona novas experimentações e elementos que apontam para um futuro grandioso em sua carreira. Um conjunto de canções mais ousadas e diversificadas que encontram o seu lugar ao sol. Fun House é o seu melhor trabalho até agora que traz paisagens atmosféricas e vocais doces e tranquilos.

 

Ficha Técnica

Fun House

Artista: Hand Habits

Gênero: Indie Folk

Data de Lançamento: 22 de outubro de 2021

Ouça: "More Than Love", "No Difference" e "Concrete & Feathers"

Para quem gosta de: Big Thief e Angel Olsen

Nota: 7,5

 

Ouça o disco no Spotify:


















 

Veja o vídeo de "Aquamarine" abaixo:


 

Sobre Marcello Almeida

É editor e criador do Teoria Cultural.

Pai da Gabriela, Técnico em Radiologia, flamenguista, amante de filmes de terror. Adora bandas como: Radiohead, Teenage Fanclub e Jesus And Mary Chain. Nas horas vagas, gosta de divagar histórias sobre: música, cinema e literatura, e curtir as aventuras do cão Dylan. marce.almeidasilvaa@gmail.com


 

21 visualizações0 comentário