top of page

Morre Carlos Lyra, ícone da MPB e da Bossa Nova, aos 90 anos

Atualizado: 16 de dez. de 2023

Descanse em paz, Carlos Lyra!



Carlos Lyra, um dos grandes ícones da MPB e da Bossa Nova, faleceu hoje, 16 de dezembro, aos 90 anos. Segundo sua esposa, Magda Pereira Botafogo, o compositor carioca foi internado na quinta-feira, 14, com febre no Hospital da Unimed, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e teve a detecção de uma bactéria após exames. A causa da morte, no entanto, não foi divulgada.


O corpo do músico será velado no domingo (17), das 10h às 14h, no Memorial do Carmo, no Caju, em uma cerimônia restrita a familiares e amigos.



O artista deixa uma significativa marca na história da música brasileira, com 196 composições e 355 gravações cadastradas.


Carlos Lyra nasceu em 11 de maio de 1933 e iniciou a sua carreira musical muito cedo. Foi revelado pela cantora Sylvia Telles, com quem gravou a música "Menino", no ano de 1956. Em 1959, tornou-se um ícone da Bossa Nova com o lançamento de seu primeiro disco, "Bossa Nova". No mesmo ano, João Gilberto gravou "Maria ninguém" e "Lobo bobo", duas músicas icônicas compostas pelo músico e por Ronaldo Bôscoli.


Lyra também colaborou com Vinicius de Moraes, um de seus principais parceiros musicais. Juntos eles compuseram e gravaram memoravéis canções como "Coisa mais linda", "Marcha da quarta-feira de cinzas", "Minha namorada", "Primavera" e "Sabe você".


Além disso tudo, Lyra desempenhou um papel fundamental na cultura brasileira, sendo um dos fundadores do Centro Popular de Cultura (CPC) da União Nacional dos Estudantes.



Em 2023, Lyra recebeu uma homenagem significativa em "Afeto", um disco onde grandes nomes da MPB cantaram seus principais sucessos, incluindo Caetano Veloso, Djavan, Edu Lobo, Fernanda Abreu, Gilberto Gil, Ivan Lins, Leila Pinheiro, João Donato, Lulu Santos e Ney Matogrosso.



O Teoria Cultural reconhece e enaltece a importância de Carlos Lyra para a música brasileira e mundial, vendo em seu talento e carisma um nome lembrado e reverenciado por pessoas de diversas origens e gerações, por suas contribuições à música brasileira, especialmente à Bossa Nova, onde é um verdadeiro ícone.


Descanse em paz, Carlos Lyra!


46 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page