top of page

Morre aos 75 anos Wayne Kramer, um dos fundadores do MC5

A causa do falecimento do foi revelada.

Wayne Kramer do MC5
Imagem: Reprodução.


Há exatamente um mês que o Teoria Cultural noticiou que o MC5 estaria com disco novo e até promessas de turnê, tudo anunciado por Wayne Kramer guitarrista e fundador da banda.


E é com profundo pesar que noticiamos hoje o seu falecimento. Nas páginas oficiais do MC5 e de Wayne consta apenas uma foto em preto e branco do músico e uma homenagem na legenda, sem especificar a causa da morte. A única coisa que se sabe é que o músico faleceu ontem (02).




Kramer compôs algumas músicas durante a pandemia dizendo que essa era a forma de extravasar a depressão vivida em todo o cenários dos últimos anos causados pela doença (COVID-19) e também pelo que estava acontecendo na política, em âmbito mundial.


O MC5 é uma das maiores bandas do cenário punk, tendo como álbum de estreia o clássico Kick Out The Jams, gravado ao vivo e lançado no fim dos anos 60. Para a produção do seu segundo álbum, Back in the USA, lançado em 1970, a banda colaborou com Jon Landau, conhecido por seu trabalho com Bruce Springsteen.


Entre 1975 e 1978, Kramer esteve preso devido a acusações de tráfico de drogas. Sua trajetória de recuperação ganhou força na década de 1990, quando ele iniciou sua carreira solo. Ganhou notoriedade em 2014, com um álbum que fez parte da trilha sonora de um documentário sobre a prisão onde esteve detido. Em 2022, Kramer reativou o MC5, contando com a participação de músicos convidados, revivendo assim uma lenda que deixou sua marca em várias gerações.



A banda tem um público grande no Brasil e chegou a vir pra cá em 2005.


O último álbum do MC5, High Time, foi lançado há mais de 50 anos e por isso os fãs e o próprio Wayne estavam empolgados para essa retomada, que infelizmente não vai mais acontecer.


Descanse em paz, Wayne. E obrigada!

39 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page