top of page

Mike Joyce, do The Smiths, presta homenagem a Andy Rourke: “Seu legado musical é perpétuo”

O lendário baixista morreu de câncer no pâncreas aos 59 anos.

Imagem Reprodução


Mike Joyce, ex-baterista do Smiths, expressou sua homenagem a Andy Rourke, seu ex-companheiro de banda, após receber a triste notícia de seu falecimento.


Escrevendo no Twitter hoje, Joyce disse: “não apenas o baixista mais talentoso com quem já tive o privilégio de tocar, mas o rapaz mais doce e engraçado que já conheci”.



Ele continuou: “Andy deixou o prédio, mas seu legado musical é perpétuo. Já sinto muito a sua falta. Para sempre no meu coração, companheiro.”

Expressando sua “profunda tristeza” por sua morte, Marr acrescentou: “Andy será lembrado como uma alma gentil e bonita por aqueles que o conheceram e como um músico extremamente talentoso pelos fãs de música”.


Rourke formou o The Smiths em Manchester com Marr, Morrissey e Joyce em 1982.



Após a separação dos Smiths em 1987, Rourke e Joyce colaboraram com Sinéad O'Connor, tocando juntos. Eles também colaboraram com dois singles solo de Morrissey: 'Interesting Drug' e 'The Last Of The Famous International Playboys' (ambos lançados em 1989). Além disso, eles se uniram ao grupo Moondog One, juntamente com Bonehead, ex-guitarrista dos Oasis, para realizar apresentações conjuntas.


Rourke morreu após “uma longa doença com câncer pancreático”, confirmou uma declaração de Johnny Marr nesta manhã (19 de maio). Ele tinha 59 anos.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page