top of page

Mermaidens faz de seu disco homônimo um lugar em que crueza e leveza convivem harmoniosamente

Atualizado: 27 de nov. de 2023

Bateria comportada, guitarras dedilhadas, melodias suavizadas e uma produção mais polida.

Foto: Divulgação


Mermaidens é um trio neozelandês que surgiu por volta de 2017 trazendo um début bem arrebatador e enérgico, “Perfect Body” (2017). Amigos desde a infância, Gussie Larkin (vocal, guitarra), Lily West (vocal, baixo) e Abe Hollingsworth (bateria) sofreram muitas influências de gêneros como Grunge, Pós-Punk e Psicodelia. Mais do que tudo, no sangue dos integrantes o sentimento DIY (Do It Yourself) sempre falou alto.


Entretanto, foi a partir do segundo álbum, “Look Me In The Eye” (2020), que o grupo começou a trazer sutis diferenças. Um som mais lapidado e límpido, embora as características do primeiro disco ainda sejam indispensáveis na criação das composições. Peso, energia, vibração e crueza ainda estavam presentes, em contrapartida, explorar novos horizontes sonoros começou a fazer parte da rotina dos neozelandeses.



Bateria comportada, guitarras dedilhadas, melodias suavizadas e uma produção mais polida. Chegando agora com um disco homônimo, esse sentimento permanece. Entretanto, num esquema equilibrado, podemos dizer que a banda garante tanto os dois lados: peso e sujeira em meio a momentos de leveza e polimento.

As canções mais leves ficam praticamente reservadas para o final do álbum, caso de ‘Push It’ que traz um bom trabalho com os vocais e ‘Comet’ que se apropria devidamente de um Pop adocicado e contagiante.


Os apreciadores de faixas mais enérgicas não ficarão decepcionados. ‘Foolish’ traz vocais gritantes com uma guitarra bem marcante e na soma final lembra uma fusão entre The Breeders e Garbage. O baixo acentuado, outra marca incisiva da banda, é o ponto alto nas ágeis ‘Sour Lips’ e ‘Highly Strung’.



‘Dress For Success’ sofre inspiração no Punk do final da década de 70 e é uma das faixas mais pesadas do disco. ‘Sister’, uma das melhores faixas, consegue unir os dois lados. O instrumental bem marcante abre espaço para um refrão poderoso e grudento. Da mesma forma, ‘Tear It Down’ é uma faixa que começa mais climática e etérea para explodir sabiamente no final.



Mermaidens segue com uma boa proposta mostrando que a música é um lugar sem preconceitos. Um disco que agradará tanto os ouvintes que curtem o Rock/Punk e suas heranças bem como aqueles que sabem que a música pode atingir territórios sonoros mais suaves.

 

Mermaidens

Mermaidens


Ano: 2023

Gênero: Indie Rock, Rock Alternativo

Ouça: "Syster", "Dress For Success", "Tear It Down"

Humor: Melódico, Enérgico, Confiante

Pra quem curte: Warpaint, Fugazi


 

NOTA DO CRÍTICO: 8,0

 

Veja o vídeo oficial de ‘Sister’:



20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page