top of page

'Live And Let Die': Paul McCartney sempre teve a intenção de cantar o tema de James Bond; entenda

McCartney e George Martin já haviam dito anteriormente que os produtores do longa queriam uma voz feminina, o que os documentos parecem revelar como um equívoco.

Paul McCartney apresentando 'Live And Let Die' na televisão em 1973. Crédito: Getty Images.


Paul McCartney foi sempre a primeira opção dos produtores de James Bond para cantar 'Live And Let Die' nos créditos finais do filme 007, segundo novos documentos.

A canção, interpretada por Paul McCartney com Wings, é um dos maiores sucessos solo do cantor, assim como a trilha sonora pós-créditos do filme de 1973. Após o lançamento, McCartney e George Martin revelaram que os produtores do filme queriam substituí-lo, pois achavam que a versão era apenas uma demo.



“Sentou-se perante mim e disse: 'Muito bem! No seu livro de memórias de 1979, All You Need Is Ears, Martin elogiou o disco, dizendo ser "bom, como uma partitura". “Agora me diga, quem você acha que seria a melhor pessoa para cantá-la?' Isso me pegou totalmente de surpresa. [através do The Guardian].


“Ele estava segurando a gravação que fizemos de Paul McCartney. Paul McCartney era simplesmente Paul McCartney. Mas ele estava claramente tratando-o como um disco demo. 'Não entendi. "Você tem Paul McCartney", falei. 'Sim, isso é ótimo. Mas quem poderemos escolher para cantar para o filme?' 'Sinto muito. 'Não entendi', falei, sentindo que talvez me faltassem informações. 'Sabe, precisamos ter uma menina, certo?'

Após essa versão dos eventos – também anunciada pelo próprio McCartney – se transformar em verdade oficial na história sobre a música, os autores Allan Kozinn e Adrian Sinclair descobriram contratos inéditos nos arquivos de uma universidade nos Estados Unidos que parecem demonstrar que os produtores sempre quiseram a voz de McCartney lá o tempo todo.


Kozinn disse ao jornal The Guardian: “Produtores de Live and Let Die tinham a intenção de substituir McCartney por uma cantora. Martin repetiu a história diversas vezes. Paul foi pego inúmeras vezes. Na verdade, as comunicações internas revelaram que sempre esteve no contrato que haveria duas versões da música.”



Sinclair disse que as recentes descobertas "destroem a história e a apresentam de uma perspectiva muito diferente", acrescentando que a história, que agora parece ser falsa, "se tornou parte daquela série de histórias que George e Paul contavam ao longo dos anos, sem que ninguém nunca a corrigisse". .”

Um dos documentos mostra o ex-chefe da Apple Records escrevendo para o produtor Saltzman: “Paul McCartney concordou em compor a música-título Live and Let Mie. Ele e seu grupo musical Wings apresentarão a música-título como uma das faixas do álbum.”

126 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page