top of page

Justiça 2, uma série brasileira do Globoplay, que merece destaque por seus debates analíticos sobre justiça

"Justiça 2" tem 28 episódios e estreou em 11 de abril de 2024.


Caro leitor, o que a palavra "justiça" significa para você? Justiça é um conceito amplo, abrangendo temas sociais e jurídicos. Esse debate ganhou uma nova dimensão com a escrita inteligente e incisiva de Manuela Dias, especialmente nas séries do Globoplay Justiça (2016) e Justiça 2 (2024). A última se destaca em 2024 por seus personagens marcantes e histórias envolventes, consolidando-se como um sucesso entre as produções brasileiras de filmes e séries.



"Justiça 2" pode ser vista como uma continuação de "Justiça", mas com contextos distintos. A série apresenta quatro núcleos que se cruzam e se interligam, situados nas cidades de Brasília e Ceilândia, no Distrito Federal.


A trama acompanha Balthazar (Juan Paiva), um motoboy injustamente preso por assaltar seus ex-patrões Nestor (Marco Ricca) e Silvana (Maria Padilha); Jayme (Murilo Benício), um empresário preso após sua sobrinha Carolina (Alice Wegmann) denunciar que foi abusada sexualmente por ele na adolescência; Geíza (Belize Pombal), uma manicure que mata o traficante Renato (Filipe Bragança) para proteger sua filha Sandra (Gi Fernandes), e Milena, uma aspirante a cantora presa por um crime cometido pela empresária musical Jordana (Paolla Oliveira) e seu marido Egisto (Marcello Novaes).


Dos personagens de Justiça (2016), apenas Kellen retorna, agora acompanhada de seu namorado Darlan (Fábio Lago), interagindo de forma direta e indireta com as quatro histórias. Essa presença é marcada por atuações excelentes e uma conexão única com os enredos.



No que se refere às atuações, o destaque especial vai para as atuações de: Juan Paiva, que traz empatia ao seu personagem, assim como Luciano Mallmann, Maria Padilha e Alice Wegmann. Belize Pombal emociona com sua intensidade, enquanto Marco Ricca, Marcello Novaes e Murilo Benício interpretam vilões impactantes. Danton Mello oferece reviravoltas essenciais, e Gi Fernandes, Jéssica Marques e Juliana Xavier apresentam performances eletrizantes. Paolla Oliveira e Nanda Costa também brilham com suas atuações versáteis. Filipe Bragança, Giovanni Venturini, Breno da Matta e Alexandre Rodrigues fizeram participações precisas de seus respectivos personagens.


Além disso, o elenco soube mergulhar de forma profunda em temas e assuntos sociais de forma bem forte e convidativa ao espectador, graças às atuações e também para sua narrativa alucinante que foi muito bem feita e introduzida por Manuela Dias, que tem se consagrado cada vez mais como uma experiente autora de séries e telenovelas.

As histórias são bem construídas, embora algumas tenham finais abertos e momentos confusos. No geral, a narrativa é cativante, com finais satisfatórios para a maioria dos enredos. Com 28 episódios, talvez a série pudesse ter se beneficiado de uma duração um pouco maior para desenvolver melhor certos pontos.


A trilha sonora é eclética e excelente, variando do piseiro e sertanejo com Ana Castela e Barões da Pisadinha, ao hip hop de Hungria e a MPB de Chico Buarque, Belchior e Maria Bethânia, até uma versão internacional de "Hallelujah", canção importante do repertório do ilustre Leonard Cohen que foi bem feita e cantada por Rufus Wainwright.


A direção artística de Gustavo Fernandez é dinâmica e respeitosa com a criação de Manuela Dias, colaborando com Mariana Betti, Pedro Peregrino e Ricardo França para enriquecer a série. O roteiro, escrito por Manuela Dias, Walter Daguerre e João Ademir, é de alta qualidade, embora pudesse ter sido mais cuidadoso em algumas cenas para evitar mal-entendidos.



Em resumo, Justiça 2 é uma produção brasileira que merece sua merecida ênfase pelo seu enredo envolvente, personagens bem construídos, atuações brilhantes, direção primorosa e trilha sonora diversificada. A série conecta-se com a vida real, levantando discussões e reflexões sobre temas como racismo, desigualdade social, corrupção, política, fama, abuso sexual, prostituição, preconceito e, sobretudo, justiça. Como disse o filósofo francês Montesquieu: "A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos."


Agora, que você terminou de ler este texto, que tal assistir à série e discutir sobre justiça?

 

Justiça 2


Ano: 2024

País: Brasil

Autoria: Manuela Dias, Walter Daguerre e João Ademir

Direção: Gustavo Fernandez, Mariana Betti, Pedro Peregrino e Ricardo França

Elenco: Juan Paiva, Belize Pombal, Murilo Benício, Nanda Costa, Danton Mello, Paolla Oliveira, Marco Ricca e outros

Número de episódios: 28


 

NOTA DO CRÍTICO: 8,5

 

Veja o teaser de Justiça 2



91 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page