top of page

Juca Chaves, músico, crítico e humorista, morre aos 84 anos

A partir de 1964, passou a criticar o governo militar e, nos anos seguintes, perseguido, terminou vivendo fora do país durante 6 anos em Portugal e na Itália.

Foto Divulgação


Juca Chaves, compositor, crítico e humorista, morreu aos 84 anos em Salvador. Ele estava internado há duas semanas no Hospital São Rafael com problemas respiratórios. O motivo da morte ainda não foi revelado pela família.


Carioca, Juca Chaves — ou Jurandyr Czaczkes Chaves, na carteira de identidade — optou por Salvador como seu lugar de moradia. Já morava há anos no bairro de Itapuã com a família. Em 2006, inclusive, tentou se candidatar ao Senado para representar o estado da Bahia, mas não foi escolhido — ficou em 4º lugar.



O hospital informou que Juca foi internado há 15 dias e morreu "devido a complicações de problemas respiratórios".


"O Hospital São Rafael lamenta a morte do paciente Juca Chaves, na noite deste sábado (25), devido à complicações de problemas respiratórios, e se solidariza com a família e amigos por essa irreparável perda. O hospital também informa que não tem autorização da família para divulgar mais detalhes." (Via G1).

Juca, formado em música erudita, iniciou a sua carreira nos anos 1950, na TV Tupi. Suas apresentações já eram marcadas pelo humor ácido e críticas. A partir de 1964, passou a criticar o governo militar e, nos anos seguintes, perseguido, terminou vivendo fora do país durante 6 anos em Portugal e na Itália.


O poeta Vinicius de Moraes o apelidou de "O Menestrel Maldito".


Ele é o compositor de canções que se popularizaram como "A cúmplice", "Menina", "Que saudade" e "Presidente Bossa Nova".



Juca estava casado, desde 1975, com Yara Chaves e morava com ela na capital baiana. Ele deixa duas filhas: Maria Morena e Maria Clara, respetivamente. Juca, torcedor do São Paulo, chegou a gravar uma canção para o time do coração. Em 2015, Juca ganhou relevância novamente com uma crítica que abordava a situação política do Brasil e defendia a Operação Lava Jato.


Com uma carreira de seis décadas, inúmeros bordões e hits, Juca entretém públicos em todo o Brasil. Costuma convocar o público para suas apresentações com uma de suas famosas frases: "vá ao meu show e ajude o Juquinha a comprar o seu caviar".


Descanse em paz, mestre!

40 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page