top of page

Imagens vazadas de Marília Mendonça podem ter saído do computador da polícia; suspeita Família

Até o momento, a família de Marília Mendonça não vai cruzar os braços até que os culpados pelo crime sejam identificados.

Foto Reprodução.


A família da cantora Marília Mendonça entrará com uma ação na Justiça para obter mais informações e requerer uma indenização pelo vazamento de fotos do corpo da artista. No último dia (13), imagens da necropsia da goiana — registradas pelo Instituto Médico Legal em novembro de 2021, logo depois do acidente aéreo que a matou — foram divulgadas na internet. A veiculação das fotografias configura um crime previsto pelo Código Penal.


Os primeiros indícios indicam que as imagens foram captadas de um computador dentro de uma esquadra de polícia, como relata ao GLOBO uma pessoa que pertence à família de Marília Mendonça. A Superintendência de Informações e Inteligência Policial da Polícia Civil de Minas Gerais já está em funcionamento.



"Isso começou a explodir ontem (quinta-feira, dia 13) no final do dia. Ainda estamos apurando tudo" — disse, ao GLOBO, uma fonte que acompanha o caso e que prefere não ser identificada. "A fotografia, até o momento, não há dúvidas de que ela tenha sido vazada de dentro da polícia. Um print do computador interno foi feito, o que é o maior sinal até o momento. No entanto, é prematuro cravar qualquer coisa agora."


Até o momento, a família de Marília Mendonça não vai cruzar os braços até que os culpados pelo crime sejam identificados. Na quinta-feira (13), Ruth Moreira, mãe da cantora, ficou apavorada com o ocorrido e permaneceu isolada em casa ao lado do neto, ignorando os telefonemas de amigos e familiares preocupados. Hoje, ela se apresentou para fazer um desabafo.



"Está faltando justiça. Redes sociais não podem ser terra sem lei. A gente precisa que esses delinquentes paguem. Não há outra palavra: são delinquentes que não respeitam a memória da pessoa que se foi e também não respeitam a família", disse a mãe de Marília Mendonça, num vídeo publicado nos Stories do Instagram.


O Departamento de Polícia Civil de Minas Gerais anunciou que está fazendo buscas para identificar todos os acessos ao laudo do IML onde foi realizada a necropsia da cantora Marília Mendonça. As autoridades informaram ao GLOBO que instauraram um procedimento administrativo para investigar os fatos logo que tomaram conhecimento do vazamento das imagens.


"A Polícia Civil informa que o sistema onde estão guardados os documentos investigativos é auditado e que a Superintendência de Informações e Inteligência Policial já está realizando os levantamentos para identificar todos os acessos ao laudo. A polícia esclarece que não concorda com esses eventos e assegura que a ação está sendo investigada para esclarecimentos e responsabilização dos envolvidos", diz o comunicado enviado ao GLOBO.


(Fonte da matéria O Globo).

75 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page