top of page

Fundadores do Charlie Brown Jr. são processados pelo filho de Chorão por uso do nome da banda

Em sua defesa, Marcão e Thiago ressaltaram sua contribuição em todos os álbuns do Charlie Brown Jr.

Marcão e Thiago do Charlie Brown jr. Foto: Divulgação
Marcão e Thiago Foto: Divulgação


Alexandre Lima Abrão, filho do falecido vocalista Chorão, entrou com um processo judicial contra Marcão Britto e Thiago Castanho, guitarristas e co-fundadores do Charlie Brown Jr., conforme relatado pelo UOL nesta quarta-feira (14).


O objetivo da ação é impedir que os músicos utilizem o nome da banda em redes sociais e apresentações ao vivo.


De acordo com a reportagem de Rogério Gentile, Alexandre apresentou à Justiça a marca Charlie Brown Jr. registrada em seu nome, além de um contrato de 2021 que exigiria dos artistas uma autorização prévia para o uso do nome. "Os requeridos [Marcão Britto e Thiago Castanho] vêm se apresentando como se fossem a banda Charlie Brown Jr.", alegou Alexandre no processo.



Em defesa, Marcão e Thiago argumentaram que contribuíram na composição e gravação de todos os álbuns da banda e destacaram que o Charlie Brown Jr. "não foi fundado apenas pelo Chorão. Tratava-se de um conjunto musical, não de uma carreira solo". Eles classificaram como "absurda" a tentativa de Alexandre de impedi-los de homenagear a trajetória da banda em turnê.


O julgamento do mérito do caso ainda está pendente, mas uma liminar solicitada por Alexandre em janeiro foi negada pela justiça. O desdobramento deste processo é aguardado com expectativa, dada a importância do Charlie Brown Jr. no cenário musical brasileiro e o legado deixado por Chorão.



284 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page