top of page

Françoise Hardy, ícone da música e arte Francesa, morre aos 80 anos

Descanse em paz, querida Françoise Hardy!



Françoise Hardy, aclamada cantora e ícone da música francesa, faleceu aos 80 anos. O anúncio foi feito nesta terça-feira (11/6) por seu filho, Thomas Dutronc, através das redes sociais. A causa da morte não foi divulgada.


Mamãe se foi”, escreveu Thomas na legenda de uma foto publicada no Instagram. Na imagem, Thomas aparece bebê no colo da cantora, uma lembrança íntima que tocou os fãs em todo o mundo.





Hardy alcançou fama na década de 1960 com o sucesso "Tous les garçons et les filles" e continuou a conquistar o público com músicas como "Comment te dire adieu", "Partir quand même", “Le Temps de L’amour” e "Tant de belles choses".


Ela também teve uma ligação especial com o Brasil, onde se apresentou e gravou em francês a canção "Sabiá", de Tom Jobim e Chico Buarque, versão intitulada "A quoi ça sert". Além disso, o disco "La Question" contou com a participação da violonista brasileira Tuca.



Françoise Hardy não foi apenas uma estrela da música, mas também deixou sua marca na moda e no cinema. Sua obra é conhecida por uma profunda melancolia, refletindo suas intensas paixões e amores complicados. Ela tinha uma habilidade única de transformar seu sofrimento em poesia, capturando a essência dos verões à beira-mar através de suas canções.



Diagnosticada com um linfoma há mais de 20 anos e com um tumor no ouvido em 2018, Hardy passou por anos de radioterapia e imunoterapia, sofrendo com dores intensas. Em 2023, ela escreveu uma carta ao presidente da França, Emmanuel Macron, pedindo a legalização da eutanásia no país. “Quero partir em breve e de maneira rápida”, disse em um trecho da mensagem.



Em 2023, Hardy foi a única representante da França a figurar no ranking da revista americana Rolling Stone das 200 melhores cantoras de todos os tempos, uma prova de seu talento e legado duradouro.


O Teoria Cultural reconhece e enaltece a importância de Françoise Hardy para a música francesa e mundial, destacando seu talento e carisma. Sua contribuição para a arte será lembrada e reverenciada por gerações futuras.


Descanse em paz, querida Françoise Hardy!







90 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page