top of page

Fã do Clash ajuda a identificar vendas de discos falsificados da banda; entenda

O fraudador recebeu uma sentença de prisão suspensa no tribunal da Coroa de Bournemouth no início desta semana.

Crédito: Pennie Smith.


Um homem chamado Richard Hutter atuava vendendo online discos falsificados da banda de The Clash, o negócio durou por cerca de 6 anos. A fraude foi descoberta após um fã exigir seu dinheiro de volta devido a péssima qualidade sonora do disco que ele comprou online.


Como teve seu pedido de reembolso negado, o fã procurou as autoridades responsáveis por comércios online para fazer a denúncia, os agentes responsáveis pelo caso acabaram comprando dois discos no site de Richard, 'Appetite For Destruction' do Gun's N Roses e 'Songs For The Deaf' do Queens Of The Stone Age'. Ambos eram falsos.



O fraudador recebeu uma sentença de prisão suspensa no tribunal da Coroa de Bournemouth no início desta semana. Estima-se que Hutter tenha faturado em torno de £ 1,2 milhão com discos de vinil falsos.


Além de vender os vinis em seu site, descobriu-se que ele também os vendia por meio de um site dos Estados Unidos e do eBay. No eBay, ele listou quase 1.200 LPs no espaço de um ano e cobrou dos clientes até £ 35 pelos álbuns falsificados.


Quando questionado, Hutter negou saber que eram discos falsificados e disse que os comprou na Europa e os vendeu. Ele se declarou culpado de 13 acusações de venda de registros falsificados e uma acusação sob a Lei de Produtos do Crime (2002).



Ele foi condenado no tribunal da coroa de Bournemouth e recebeu uma sentença de prisão de quatro meses, suspensa por 24 meses. Uma ordem de confisco de £ 373.000 também foi feita. O registrador Richard Tutt disse que não conseguiu impor a sentença padrão de cinco anos de prisão por um crime de lavagem de dinheiro, pois os magistrados cometeram um erro no processo de envio do caso ao tribunal da coroa.

21 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page