Espólio de Marilyn Monroe defende atuação de Ana de Armas após críticas negativas em ‘Blonde’

“Ela captura o glamur, a humanidade e a vulnerabilidade de Marilyn”

CRÉDITO: Netflix

O espólio de Marilyn Monroe saiu em defesa da escalação de Ana de Armas para o próximo filme biográfico Blonde, após a atriz sofrer críticas e reclamações de que não possuía as características da estrela de Hollywood.


O filme da Netflix traz de Armas como Monroe, a loira que ganhou fama como atriz cômica, cantora e símbolo sexual na década de 1950. Portanto, após o lançamento do primeiro trailer completo, foram levantadas questões sobre o sotaque cubano de Ana de Armas e como isso afetou sua interpretação de Monroe. No entanto, o espólio de Marilyn manteve o elenco.



“Marilyn Monroe é um ícone singular de Hollywood e da cultura pop que transcende gerações e história”, disse Marc Rosen, presidente de entretenimento do Authentic Brands Group (ABG), dono do Marilyn Monroe Estate, à Variety.


“Qualquer atriz que assumir esse papel sabe que tem um grande lugar para preencher. Com base apenas no trailer, parece que Ana foi ótima escolha de elenco, pois captura o glamour, a humanidade e a vulnerabilidade de Marilyn. Mal podemos esperar para ver o filme na íntegra!”


O diretor Andrew Dominik escolheu de Armas para o papel depois de quase uma década tentando escalar o papel principal. Segundo relatos, Jessica Chastain e Naomi Watts estavam anteriormente alinhadas para o projeto, que está em desenvolvimento desde 2010.


Após sua confirmação no elenco em 2019, Ana disse: “Eu sabia que poderia fazer isso. Interpretar Marilyn foi inovador, uma cubana interpretando Monroe. Eu queria tanto. Você vê aquela foto famosa dela e ela está sorrindo no momento, mas isso é apenas uma fatia do que ela realmente estava passando na época.”


A sinopse oficial diz: “Desde a infância volátil de [Monroe] como Norma Jeane, até sua ascensão ao estrelato e envolvimentos românticos, Blonde confunde as linhas de fato e ficção para explorar a crescente divisão entre seu eu público e privado”.


Blonde chega à Netflix em 23 de setembro.

 


20 visualizações0 comentário