Entrevista/Luiz Fernando Shrocatti


Meu entrevistado dessa semana é o Luiz Fernando natural da cidade de São Paulo, cursa o quarto semestre de jornalismo pela UNINOVE, no início de 2021 iniciou seu estágio na BandSportes. E hoje vamos bater um papo sobre futebol. Como vai Luiz? R:Olá, Jamille! Estou bem. Muito obrigado pelo convite, é uma grande honra participar deste bate-papo. Me conta o que te fez optar pelo jornalismo esportivo? R:Tenho em mente essa escolha pelo jornalismo esportivo desde criança. Tudo começa pela convivência com o meu Pai, que me passou todo esse amor pelo esporte. Quando terminei o ensino médio, fiz planos para o ano de 2020. Como aprimorar o conhecimento nas modalidades, fazer cursos por fora, que foram fundamentais para ser contratado pelo Bandsports. Quais são suas referências no meio? R:Sempre gostei do estilo do Mauro Beting. Apesar de falar em público sua torcida pelo Palmeiras, é um jornalista bastante imparcial. Essa são às características que coloquei em mim, para seguir no jornalismo esportivo.

Como tem sido a experiência de trabalhar em um grande canal, Bandeirantes? R:É uma realização de um sonho. Fazer conteúdos que no passado, eu só acompanhava em uma televisão, é inexplicável. Todo dia é um aprendizado diferente, que me faz sempre evoluir na empresa e na área do esporte também. Você cobriu algum evento que tenha sido especial? R: Em 10 meses fiz grandes cobertura. Entre elas a final da Copa Libertadores 2020, Wimbledon e Roland Garros. Mas participar de um evento como a Olimpíada, é sensacional. Essa edição de Tóquio, trabalhei com grandes profissionais e editei grandes conteúdos. Como exemplo, a decisão entre Brasil e Espanha pelo Futebol Masculino.

Foto: 07/08/2021-Final- Brasil×Espanha, futebol masculino. Como você tem enxergado o futebol Brasileiro? R: O futebol brasileiro nos últimos anos, serviu de vitrine para os treinadores estrangeiros. E muitos deles fizeram sucesso com grandes títulos. Mas mesmo sendo um Campeonato complicado em 38 rodadas, é bastante abaixo em questão técnica. Muito disso por conta da situação dos gramados. Mas é uma competição que acompanho para extrair opinião para os debates. Qual seu time do coração? Como tem visto o momento dele no campeonato? R: O meu clube do coração é o Palmeiras. Desde pequeno, torço e acompanho as partidas do Clube Paulista. Mas com a entrada no jornalismo esportivo, acabei colocando o profissionalismo em primeiro lugar. A equipe no comando do Abel Ferreira, é mais para competições em mata-mata, que pontos corridos. No Brasileirão perdeu muitos pontos importantes que foram essenciais para tirar o Palmeiras da briga pelo título. Agora a final contra o Flamengo é a única chance de conquista em 2021. Curte música, o que você tem ouvido ultimamente? Pode compartilhar conosco? R: Gosto bastante de música internacional e eletrônica. São canções que agitam o dia. Atualmente ouço muito o David Guetta. É um DJ que tem boas melodias nas suas músicas. Outro que posso citar, é a Rhianna. Que ano a ano, se destaca cada vez mais.


Luiz Fernando Shrocatti

 

Jamille Oliveira (Colunista)

É Mineira de Juíz de Fora, sonhadora e amante da arte, música e livros. Preza o bom humor e conversas divertidas. Botafoguense! Sempre que pode fala sobre seu amor pelo clube e ama falar de futebol.


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo