top of page

'Ensaio Sobre a Cegueira' um livro reflexivo e importante de José Saramago

“A pior cegueira é a mental, que faz com que não reconheçamos o que temos pela frente”. Trecho do livro "Ensaio Sobre a Cegueira" de José Saramago


2022, um ano marcante para José Saramago e seu legado literário. Em 16 de novembro se celebra o centenário de seu nascimento e no dia 8 de outubro se celebra 24 anos do anúncio do seu Prêmio Nobel de Literatura onde ele se tornou o primeiro escritor de língua portuguesa a receber o prêmio e também o primeiro autor nascido em Portugal a receber a premiação. Para celebrar essas datas, é preciso desfrutar e conhecer esse ótimo escritor, com livros sensacionais como 'O Conto da Ilha Desconhecida' lançado em 1997 e 'Ensaio Sobre a Cegueira' lançado em 1995. Esse texto visa abordar a última obra mencionada aqui.


No livro 'Ensaio Sobre a Cegueira' nós conhecemos uma sociedade que passa a sentir uma cegueira branca que rapidamente se espalha por uma cidade e atinge um enorme número de pessoas, causando um grande colapso dentro dessa sociedade, onde essa cegueira se transforma em uma verdadeira epidemia deixando o mundo todo cego, menos uma mulher misteriosa que manterá a sua visão intacta.

Foto do filme "Ensaio Sobre a Cegueira" de 2008 que foi dirigido pelo cineasta brasileiro Fernando Meirelles.

Assim como em "A Metamorfose" (livro escrito pelo tcheco Franz Kafka) não sabemos o porquê de Gregor Samsa ter se transformado em um inseto gigantesco e monstruoso. Na narrativa de Saramago também não sabemos, de acordo com a teoria do absurdo, a origem dessa doença, apenas que ela surgiu com um homem que sentado em seu carro no semáforo sentiu essa cegueira que rapidamente se espalhou pelo mundo inteiro.


Com a doença, temos a descrição realística e assustadora das consequências dela. Vemos a dificuldade da ciência em encontrar a cura e o incentivo do governo que decide colocar elas em quarentena.

Só que invés de população melhorar, ela fica com sentimentos selvagens. Isso desencadeia em uma série de acontecimentos como lutas por comida e sobrevivência, atos de violência e abuso sexual, mortes, ganância pelo poder e muitos outros que mostram a humanidade ter acabado em sua maioria com sua compaixão, sua empatia e sua solidariedade pelos outros.


Saramago, quis mostrar de forma feroz uma obra inovadora onde não faz a distinção de personagens pelos seus nomes, mas sim, pelas suas características e particularidades. Além disso, não possui elementos de parágrafo, travessão e aspas, mas sim de uso excessivo de vírgulas e palavras maiúsculas.


Mas, apesar de linguagem diferente ela é um registro questionador que provoca o leitor ao convidar ele para refletir com suas reflexões atemporais nos mais variados temas em que ele vê a realidade que todos nós vivemos como cega por não usarmos a razão como ele define em uma entrevista concedida à Folha de São de Paulo em 2008 (o vídeo estará aqui abaixo para quem quiser assistir) que necessita de olhar melhor sobre nossas complexidades que nos fazem ser desiguais perante aos outros para assim pensar em como transformar humanamente elas.


'Ensaio Sobre a Cegueira' é um registro literário de um autor que enxerga como poucos a modernidade, e isso mostra o quanto essa obra é maravilhosa e necessita estar nas estantes do mundo, seja por sua ótima escrita, sua temática hipnotizante ou suas reflexões que nos convida a ver de uma forma questionadora as nossas vivências, visões e atitudes diante de um mundo que vivemos onde o egoísmo, a intolerância, o ódio, a desigualdade e até a violência possuem mais foco que as coisas belas que ele possui.

 

Ensaio Sobre a Cegueira

José Saramago


Editora: Companhia das Letras

Capa: Comum

Número de páginas: 312

Onde encontrar: Amazon

Publicado pela primeira vez em: 1995


 

Nota do leitor: 10

 

Descrição do autor:

José Saramago, escritor português, nasceu em 16 de novembro de 1922, em Azinhaga, Golegã, Portugal. Publicou seu primeiro livro, Terra do pecado, em 1947. Além de escritor, foi serralheiro mecânico e tradutor. Em 1998, Saramago ganhou o Prêmio Nobel de Literatura. Faleceu aos 87 anos em 18 de junho de 2010.

 

Vídeo de José Saramago falando sobre 'Ensaio Sobre a Cegueira' ao jornal Folha de São Paulo:


 

1.158 visualizações0 comentário

Comentarii


bottom of page