top of page

Em Counter Melodies, Maps se sente bem num território eletrônico cheio de influências e referências

Em seu novo trabalho, “Counter Melodies”, Maps trabalha com canções que funcionam como um repertório Electro-Pop dançante.

Foto: Divulgação


Maps é o projeto musical do inglês James Chapman e os primeiros discos surgiram ainda na década de 2000. O músico chamou a atenção por incorporar uma musicalidade que pretendia combinar elementos do Shoegaze/Indie Rock com o Eletrônico. Então, fácil pensar numa sonoridade que engloba bandas como Spiritualized, My Bloody Valentine, Four Tet e Boards Of Canada.


Conforme cada disco novo era lançado, Chapman focava mais em cenários eletrônicos. Tal fato talvez tenha ocorrido por conta do músico receber contribuições de nomes como M83 e The Field. Mesmo criando outro projeto musical em 2016 ao lado da londrina Polly Scattergood (o duo ondeadwaves), James não abandonou o Maps e veio com um álbum bem melancólico e introspectivo em 2019, “Colours. Reflect. Time. Loss.”.



Em seu novo trabalho, “Counter Melodies”, Maps trabalha com canções que funcionam como um repertório Electro-Pop dançante. Seria como se Chapman fosse um renomado DJ de um clube noturno e entregasse um set list indicado aos amantes da música eletrônica.

Claro que há espaço para melancolia (‘Valentine’), para uma nuance mais dançante (‘My Love Is Like’) ou mesmo para músicas que entregam a influência de outras bandas como Kraftwerk (‘Fever Dream’). Bom ressaltar que o projeto musical é um dos principais nomes da Mute Records, notória gravadora que já faz parte da discografia de importantes nomes do cenário eletrônico como Depeche Mode e Goldfrapp.



Chegando ao quinto disco, mesmo depois de um hiato de 4 anos, Maps se sente confortável em seu território eletrônico. Com uma sonoridade repleta de influências e de referências. Sai em busca de uma eletrônica com cérebro e atitude, mesmo dentro de um pensamento voltado para uma discotecagem num sábado a noite.

 

Counter Melodies

Maps


Lançamento: 10 de fevereiro de 2023

Gênero: Shoegaze, Indie Pop, Música Eletrônica

Ouça: 'Valentine', 'Fever Dream', 'My Love Is Like'

Humor: Etéreo, Atmosférico, Noturno


 

NOTA DO CRÍTICO: 7,0

 

Veja o vídeo de ‘Fever Dream’:




27 visualizações0 comentário
bottom of page