top of page

Em cena o universo e as experiências humanas - "Universo", do Coletivo Comum

O coletivo mostra sua essência (e posicionamento) política, faz referências a fake news, brinca com o “deus” Karl Marx.

Imagem: Lienio Medeiros/Divulgação


A espera para assistir uma peça do Coletivo Comum (antiga. Kiwi Companhia de Teatro), já nos coloca em estado de conforto ao pensar que as próximas horas valerão a pena e serão de aprendizado e reflexão. Cheguei no Sesc Belenzinho para assistir a peça Universo, recordando a boa sensação que tive ao assistir o Fome.Doc, trabalho mais recente que assisti do grupo. Infelizmente, às vezes, a expectativa, por ser alta, nos decepciona. Não foi o caso. Muito pelo contrário. Saí com a sensação de querer ver mais pesquisas cênicas do coletivo e, especialmente das atrizes em cena.


Neste trabalho, com incentivo da Lei de Fomento ao Estado de São Paulo (viva!), o Coletivo, fundado em 1996 por Fernanda Azevedo e Fernando Kinas, se propõe a investigar o Universo através de textos não dramatúrgicos que dialogam com o texto Galileu Galilei, de Bertolt Brecht, apontando investigações científicas e pautas sociais contemporâneas. Direção e texto de Fernando Kinas, com base no teatro documentário, as pesquisas de Carl Sagan é um dos temas que fortalece o argumento dramatúrgico.



Em cena, Fernanda Azevedo, como a cientista- artista- filósofa, atua junto a Beatriz Calló, que interpreta um demiurgo vestido de forma caricatual com ações despojadas e inesperadas como “bolar” um cigarro de maconha constantemente e fazer dancinha com objetos inusitados. Em um cenário enxuto e preciso, onde cada objeto cênico se comunica com o público e com interação de projeções precisas, as atrizes esbanjam carisma, num ótimo jogo de atuação e improvisação interagindo com um público bastante animado que estava presente naquele dia.


O coletivo mostra sua essência (e posicionamento) política, faz referências a fake news, brinca com o “deus” Karl Marx, traz referências contemporâneas e entrega, mais uma vez, um trabalho de pesquisa cênica importante especialmente na medida em que, ao tratar de assuntos tão precisos e sérios, traz referências atuais e comuns a maioria das pessoas, fazendo uma aproximação da peça com diferentes tipos de públicos.



Quero destacar ainda uma vez a atuação das atrizes. Me senti como o personagem Pierre, do livro A Convidada, de Simone Beauvoir que, tendo um relacionamento estável com Françoise, forma um trisal ao se ver encantado pela recém conhecida Xavière. Ver Fernanda em cena é um bom e antigo sentimento que se manteve inabalável. Assistir, pela primeira vez, Beatriz Calló, foi o despertar de uma paixão! Vida longa ao trabalho do grupo e que possamos assistir mais vezes as atrizes juntas em cena.


Observação: No início da peça, logo na bilheteria, é solicitado ao público responder uma pergunta, que era algo como: “Para você, o que há de bom na existência humana?” Não deu tempo de entregar minha resposta que se manteve a mesma e com mais convicção ao final do espetáculo. Então, aqui vai: as revoluções!


Ficha Técnica

Roteiro e direção: Fernando Kinas

Texto livremente inspirado na obra de Carl Sagan, Bertolt Brecht e Daniel Bensaïd

Assistência de direção e pesquisa dramatúrgica: Beatriz Calló

Elenco: Beatriz Calló e Fernanda Azevedo

Produção: Patricia Borin

Iluminação: Clébio Ferreira (Dedê)

Pesquisa de imagens e vídeo (primeira fase): Luiz Cruz

Vídeo final: Fernando Kinas e Gabriela Miranda

Cenário: Julio Dojcsar

Figurino: Madalena Machado

Programação visual: Camila Lisboa (Casa 36)

Assessoria de Imprensa:?Canal Aberto Comunicação | Márcia Marques Realização: Coletivo Comum

Serviço

UNIVERSO

14 de abril a 7 de maio de 2023, às sextas e sábados, às 21h30, e, aos domingos e feriados, às 18h30

Local: Sesc Belenzinho - Sala Espetáculos I Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho - São Paulo - SP

Ingressos: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$ 10,00 (trabalhador do comércio de bens, serviço e turismo credenciado no Sesc e dependentes)

Duração: 90 minutos | Classificação: 14 anos

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page