top of page

'Diana & Marvin', um belo disco de duetos que reúne Marvin Gaye e Diana Ross em músicas sentimentais

Atualizado: 22 de jun. de 2023

'Diana & Marvin' possui 14 faixas que, em aproximadamente 48 minutos, se tornam uma viagem sentimental, cultural e profunda de alta qualidade.

Portrait of Diana Ross and Marvin Gaye | RB/Redferns/Getty Images


O ano de 1973 foi um ano muito especial na música. No Brasil, foram lançados diversos gêneros musicais por uma variedade de artistas. O mesmo ocorreu na música internacional. No entanto, em 26 de outubro daquele ano, a Motown, renomada e conceituada gravadora estadunidense conhecida por lançar e promover grandes nomes da Soul Music e artistas negros, lançou "Diana & Marvin", um dos discos mais elegantes, românticos e conceituados da história da música. O álbum apresentou duetos entre dois cantores prestigiados da época: Marvin Gaye e Diana Ross.


Antes desse álbum, Marvin Gaye havia lançado três álbuns muito bons para sua discografia. O primeiro foi o famoso "What's Going On" de 1971, que foi feito depois do falecimento de sua amiga e parceira de palco, a cantora Tammi Terrell, em 1970. O segundo foi o cultuado "Trouble Man" de 1972, que foi utilizado como trilha sonora do aclamado filme de Blaxploitation "Trouble Man", lançado no mesmo ano do disco. O terceiro foi o explosivo "Let's Get It On" de 1973.



Diana Ross saiu do grupo The Supremes em 1970 para se dedicar totalmente à sua carreira solo. Em 1971, ela lançou "Surrender", e em 1973, "Touch Me In The Morning". Todos esses trabalhos foram bem recebidos pelo público e pela crítica da época, pois colocaram o início da década de 1970 como um período de grande prestígio para a Motown e os artistas de soul music.


As gravações desse álbum foram inicialmente tumultuadas e demoraram 2 anos para serem concluídas, pois Marvin Gaye ainda não queria gravar um outro dueto. Ele estava bastante depressivo por conta do falecimento de Tammi Terrell, e imaginou que poderia causar má sorte para quem cantasse com ele. Porém, os executivos da gravadora o convenceram a gravar o trabalho, e o resultado foi um belíssimo registro de duas importantes vozes da música negra. O disco é composto por canções inesquecíveis, seja por suas letras impecáveis ou por seus sons que são deslumbrantes.



"Diana & Marvin" possui 14 faixas que, em aproximadamente 48 minutos, são uma viagem sentimental, cultural e profunda de música de alta qualidade, que se encanta pela bela química musical de dois grandes artistas negros que fizeram sucesso na época.

Sua faixa de abertura, "You Are Everything", tem um refrão chiclete que é bom de se ouvir e se encaixa muito bem com seu lirismo romântico. Além disso, possui uma sonoridade que traz ótimas batidas concomitantes de um bom suingue. Os instrumentos estão bem acompanhados, e a combinação de vozes é simplesmente sublime. "Don't Knock My Love" pode ser definido como uma mistura de Funk, Soul, R&B e elementos que viriam a ser características da Disco Music anos mais tarde. Por trás, há uma vibração extremamente alto astral, com um uso maravilhoso de timbres, que faz o público se sentir convidado a estar em uma pista de dança especializada em Black Music.



"Include Me In Your Life" é um ótimo som, cheio de groove e melodia, cuja letra é uma bonita declaração de amor feita por uma pessoa que quer que a outra faça parte da sua vida. Pode servir muito bem como pedidos de namoro ou de casamento para os mais diversos casais inspiradores pelo mundo, com bastante doçura e compaixão para agitar a relação amorosa. "My Mistake (Was To Love You)" é um som descontraído e intenso no seu instrumental, com um lírico forte que se descreve como um retrato desfeito entre duas pessoas que se amavam e, agora, apontaram suas falhas e defeitos com muita clareza.


"Stop, Look, Listen (To Your Heart)" é mais uma bela letra romântica desse importante trabalho, que tem direito a solo de guitarra para dar um ar de Rock N' Roll para a canção, como forma de fazer dela uma verdadeira balada de amor, sonora e letrista, para corações, sejam eles apaixonados, aqueles que suplicam por amor ou para os que possuem amor próprio forte dentro de si.


“You’re a Special Part Of Me” outra canção romântica, que caracteriza bem o quanto esse disco é especial ao fazer bela combinação de vozes, um instrumental extremamente elétrico e cativante para os ouvidos, e uma letra que pode ser interpretada como uma bonita dedicação de amor para a pessoa amada, por fazer parte de momentos importantes da vida e aceitando todas as suas qualidades e imperfeições como pessoa humana. "Pledge My Love" é uma emocionante regravação de um clássico do Blues, que aqui ganha ares de serenata muito bem feita e sincronizada nas vozes de seus cantores, cuja letra é um lindo juramento de amor eterno.


'Diana & Marvin' é um dos melhores discos de duetos da história da música, porque todas as suas faixas são maravilhosas. Ele traz a energia do Soul clássico em alta potência, com sons fenomenais de seus instrumentos. Além disso, é muito bem produzido. Diana Ross e Marvin Gaye trazem vozes sincronizadas e cristalizadas, ao mesmo tempo que exaltam bem o talento e o carisma dos músicos. O álbum faz a Motown ter um disco ótimo e clássico em sua discografia, e traz para todas as pessoas a importância de trazer músicas que fazem bem ao coração e à alma, ao falar de amor com muita originalidade. Além disso, ele oferece a oportunidade de conhecer a fundo a discografia de Marvin Gaye e Diana Ross, que é repleta de coisas maravilhosas.

 

Diana & Marvin

Diana Ross e Marvin Gaye


Gênero: Soul, Smooth Soul, R&B

Lançamento: 26 de outubro de 1973

Ouça: “Stop, Look, Listen (To Your Heart)”, “You Are Everything”, “Don’t Knock My Love”, “You’re a Special Part Of Me”



 

NOTA DO CRÍTICO: 10

 

Ouça "Stop, Look, Listen (To Your Heart":



117 visualizações0 comentário
bottom of page