top of page

Dave Bautista, de 'Guardiões da Galáxia', disse ser um "alívio" encerrar o papel "bobo" da Marvel

"Só não sei se quero que Drax seja minha herança."

CRÉDITO: Alamy


Dave Bautista comenta que sente um "alívio" em deixar o personagem Drax, o Destruidor, após Guardiões da Galáxia Vol. 3.


Bautista não deseja que o personagem seja seu "legado" em Hollywood. Ele interpretou papéis com menos comédia e mais matizes desde que estreou na Marvel, em 2014, e afirma que está preparado para "coisas mais dramáticas".



O ex-lutador da WWE teve sua primeira grande chance no MCU, mas acha que é a hora certa para seguir em frente. ”Sou bastante grato por Drax. Eu o amo”, disse ele à GQ. “Mas há um alívio [que acabou]. Nem tudo foi satisfatório.


“Foi difícil fazer esse papel. Drax é uma performance boba e quero fazer coisas mais dramáticas.


Como ele mesmo disse, Bautista ainda é extremamente grato pela oportunidade que James Gunn e a Marvel Studios lhe deram. Relembrando o momento em que conquistou o papel de Drax, Bautista relembrou:


“Tive que dar um tempo [dentro do carro] porque estava chorando muito. Virei-me e entrei em casa tremendo para contar à minha esposa que tinha conseguido o papel. Nós dois estávamos chocados.



Drax sai de cena em Guardiões da Galáxia Vol. 3, mas Bautista é um ator muito requisitado. Atualmente, ele apenas ajudou a encabeçar a sequência de Knives Out, Glass Onion, e liderará a linha em Knock At The Cabin, de M. Might Shyamalan, ainda este ano. Ele repetirá seu papel coadjuvante em Duna: Parte 2, de Denis Villeneuve, em novembro, presumivelmente garantindo que ele feche 2023 com um estrondo nas bilheterias.


No entanto, se tiver a oportunidade, Bautista tem como objetivo final em seu currículo – figurar entre os principais homens de Villeneuve. “Se eu pudesse ser o primeiro [na lista de atores] com Denis, eu faria isso de graça”, diz ele.


Guardiões da Galáxia Vol. 3 deve chegar aos cinemas em 5 de maio de 2023.


30 visualizações0 comentário
bottom of page